RIO+20: Turismo injeta R$ 68 milhões na cidade

[Por Brasilturis, 19/06/2012]
Estudo da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) estima que, a cada dia da Rio+20, serão gastos na cidade R$ 17 milhões por turistas estrangeiros e nacionais. A estimativa considera apenas os participantes dos eventos oficiais no período de 19 a 22 de julho. Se considerados os mais de 3 mil eventos paralelos, os números são ainda maiores. A Embratur divulgará balanço final nos próximos dias.
Os cerca de 7 mil estrangeiros devem gastar, pelo menos, R$ 53 milhões, incluindo hospedagem, alimentação, transporte e lazer. Já os turistas brasileiros que participam dos eventos devem investir pelo menos R$ 15 milhões ao longo de quatro dias na cidade.
“Esse valor representa um investimento direto na economia local do Rio de Janeiro, por meio da exportação de serviços turísticos”, avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino. “Mas o principal saldo positivo que fica é o de imagem. O nome da cidade do Rio, que já é nosso destino turístico mais consolidado no exterior, esta sendo ouvido e lido milhões de vezes nas redes sociais e nas reportagens dos correspondentes estrangeiros que trataram da Rio+20”, destaca.
Este ano, o Brasil subiu para a 7ª posição entre os países que mais recebem eventos internacionais, segundo a Icca (Associação Internacional de Convenções e Congressos, pela sigla em inglês). O Rio de Janeiro é a cidade brasileira que mais recebe eventos internacionais, pelo ranking da Icca.
“A realização da Rio+20, primeiro da série de megaeventos que o Brasil sediará, difunde mundialmente o nome da cidade e do país como preparados para a realização de eventos de grande porte, o que nos ajuda na meta de estar entre os cinco países que mais recebem eventos internacionais logo depois das Olimpíadas de 2016”, afirma Dino.