OMT e associação de aviação terão projetos conjuntos

[Por Panrotas, 21/03/2013]
Durante a Conferência Mundial do Transporte Aéreo, o secretário-geral da Organização de Aviação Civil Internacional (Icao, da sigla em inglês), Raymond Benjamin, e o secretário da Organização Mundial do Turismo, Taleb Rifai, assinaram declaração demonstrando que trabalharão conjuntamente no desenvolvimento de regras convergentes para passageiros e empresas, na modernização dos regulamentos da aviação e em questões envolvendo vistos e impostos. Segundo a OMT, dos pouco mais de um bilhão de chegadas internacionais registradas em 2012, mais da metade foram realizadas em transporte aéreo. Para 2030, a projeção é de que o número de chegadas internacionais alcance 1,8 bilhão.
“Políticas setoriais independentes sobre transporte aéreo e turismo dão origem a uma desconexão fundamental e, em muitos casos, conflitante, que constitui uma grave limitação para o desenvolvimento das viagens e do turismo”, disse o secretário-geral da OMT. “É por isso que a assinatura desta declaração marca um momento decisivo no qual o transporte aéreo e o turismo seguem uma trajetória comum em assuntos de interesse mútuo com consideráveis benefícios para ambos.” Segundo o dirigente da Associação de Aviação Civil Internacional, as saídas de aeronaves devem aumentar das atuais 30 milhões para 60 milhões em 2030. “Esses números respaldam as projeções de turismo da OMT e ressaltam a importância de que nossas organizações continuem debatendo hoje a capacidade do sistema de transporte aéreo e seus desafios, maximizando assim o desenvolvimento econômico do transporte aéreo e do turismo do futuro”, completou Benjamin.