Prejuízo de cancelamento de reservas é incalculável, diz ABIH-RN

[Por  Hôtelier News, 04/02/2014]
No final do mês passado, a Match Hospitality AG – empresa detentora dos direitos do Programa de Hospitality da Fifa – anunciou o cancelamento de metade dos 10 mil leitos reservados na cidade de Natal durante o período da Copa do Mundo. A devolução corresponde aos bloqueios realizados nos dias de intervalos entre jogos na capital potiguar. Ao menos 37 hotéis foram atingidos com a medida. Na opinião de Habib Chalita Júnior, presidente da ABIH-RN (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte), apesar de ser esperado e constar no contrato, a quantidade de leitos desbloqueados surpreendeu os hoteleiros.
“Foram cinco mil leitos devolvidos, entre hotéis de categorias três, quatro e cinco estrelas. Não conseguimos estimar o prejuízo total por haver essa diferença nas diárias praticadas, mas já estamos trabalhando com média de ocupação de 80% no período, quase 15% menos do que havíamos calculado inicialmente. A expectativa era ter índices variando entre 95% a 100% antes do cancelamento”, explica Chalita Júnior.
Segundo o gestor, a estratégia agora é divulgar essas datas que foram desbloqueadas, focando no público que acompanham as seleções com disputas marcadas na cidade. Na primeira fase do torneio a Arena das Dunas vai receber as seguintes partidas: México e Camarões, Gana e EUA, Grécia e Japão e Uruguai e Itália. Outra saída é tentar atrair visitantes com jogos marcados para sedes próximas à Natal, como Recife e Fortaleza.
Atualmente, a cidade conta com 28 mil leitos.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *