Bélgica passa a usar o “COVID Safe Ticket” para grandes eventos

Há apenas um mês, o icônico festival Tomorrowland da Bélgica foi abruptamente cancelado devido a questões de segurança do COVID-19 .

Agora, o país fez grandes avanços na mitigação de riscos para eventos semelhantes com o anúncio de seu sistema COVID Safe Ticket (CTS).

Projetado especificamente para eventos ao vivo com mais de 1.500 participantes, o CTS visa garantir que as multidões sigam as diretrizes de teste e vacinação necessárias para a entrada em grandes eventos.

Seu uso, embora opcional, dispensará a necessidade de utilização de máscaras e requisitos de distanciamento social instituídos pelo governo belga nestas ocasiões.

Ou seja, o organizador de um evento com mais de 1.500 pessoas não é obrigado a usar o sistema CST, mas sem ele os participantes serão obrigados a manter medidas de distância social e usar máscaras.

Para acessar o CTS, os participantes do evento devem fazer o download do aplicativo CovidSafeBE para celular, onde podem fazer o upload do comprovante de vacinação e dos resultados recentes do teste COVID-19.

Da mesma forma que o Certificado Digital Covid da União Europeia – que é usado para viagens – o aplicativo usa um sistema de código QR colorido para sinalizar se os titulares do passe cumpriram os requisitos de entrada. Basicamente, verde significa sim, e o vermelho significa não.

Também é possível obter uma versão em papel deste CST, seguindo as mesmas etapas do Certificado Digital Covid da EU.

O CTS foi lançado oficialmente para eventos ao ar livre no dia 13 de agosto. Os eventos em locais fechados podem começar a tirar proveito do sistema a partir de 1º de setembro.

 

Fonte: Portal Radar