Olimpíada reverbera em crescimento de 38% nos gastos de estrangeiros no Brasil

[Por Hôtelier News, 27/09/2016]
A receita cambial do turismo foi fortemente afetada pala realização da Olimpíada em território nacional. Segunda dados do MTur (Ministério do Turismo), em agosto, mês de realização do evento, a receita, ou gasto de estrangeiros no País, cresceu 38,14% na comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando a marca de US$ 602 milhões.
Em termos absolutos, o aumento corresponde a US$ 166 milhões, já que em agosto de 2015 a receita cambial foi de US$ 436 milhões. No acumulado de janeiro a agosto deste ano, o percentual de aumento é de 9,78% e o volume de gastos de US$ 4,22 bilhões.
“Esse aumento da receita cambial turística no mês de realização da Olimpíada confirma a nossa expectativa de que o evento foi um sucesso e teve um impacto extremamente positivo para a imagem e para a economia do Brasil”, comenta Alberto Alves, ministro interino do Turismo.
O percentual de 38,14% de aumento de gastos internacionais é o maior do ano, no comparativo com 2015. Em relação à despesa cambial – gastos de brasileiros no exterior – houve aumento de 2,3% em relação a agosto do ano passado. De US$ 1,26 bilhão para US$ 1,29 bilhão, sendo que no acumulado do ano a variação é negativa, de -28,68%.
Os dados da despesa e receita cambial são apurados pelo Banco Central que considera gastos com cartões de crédito e trocas oficiais de moeda.
Os dados relacionados aos Jogos Paralímpicos serão divulgados somente em outubro.