Mais de 670 prédios ficam vermelhos no Reino Unido para pedir ajudar ao setor de eventos

Primeiro foi a Alemanha e alguns países da Europa. Depois foi a vez do Brasil, com ações em centros de exposições de São Paulo e prédios em Belo Horizonte. Agora a ação de tornar os espaços de eventos e prédios “vermelhos” – como um pedido de socorro aos eventos -expandiu-se por todo o Reino Unido.

Chamada na região de “#LightItInRed” a campanha iluminou na última segunda-feira (06/07) mais de 670 edifícios entre monumentos, marcos turísticos e estruturas em todo o Reino Unido. A intenção foi destacar os vastos desafios enfrentados pelo setor de eventos ao vivo – tanto de negócios como culturais.

A ação foi organizada por Steven Haynes, da Clearsound Productions, e Phillip Berryman, do The Backstage Theatre Jobs Forum. Na véspera do evento, o governo anunciou um pacote de assistência financeira de 1,57 bilhão para artes e cultura, incluindo locais de música ao vivo, cinemas independentes e locais históricos. Além da Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales se uniram na campanha.

“Shows e eventos pararam abruptamente em março e ainda precisamos receber qualquer tipo de roteiro ou cronograma para reiniciar”, explicou Haynes

Em Londres e seus arredores centenas de apoiadores do #LightItInRed destacaram edifícios como o Teatro Nacional e a Royal Opera House, o Lyceum in Strand, Somerset House, London Palladium, Royal Albert Hall, entre outros.

“Esperamos que isso tenha um impacto e ajude os políticos a perceber a importância de eventos ao vivo, música e artes cênicas e a necessidade de assistência especializada em um setor específico para uma indústria que produz tanta criatividade, energia positiva, provocação de pensamento, entretenimento, emprego e comércio”, completou.

No mesmo período da semana, várias outras ações destacaram a crise do entretenimento ao vivo, incluindo #LetTheMusicPlay, #SceneChange e #WeMakeEvents da PLASA.

 

Fonte: Portal Radar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *