A inovação é a alma do negócio

[Por Ministério do Turismo , 02/10/2014]
Inovar e apostar na exclusividade de roteiros, produtos e serviços turísticos é uma tendência que ganha força no Brasil. Nas capitais do Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, o mercado está reinventando as formas tradicionais de fazer turismo.
Um carro que navega ou um barco que anda no asfalto? O veículo anfíbio, que vai do Pão de Açúcar à Baía de Guanabara, criou uma proposta diferente para turistas do Rio, com o adicional de comodidade de realizar o roteiro sem embarque e desembarque entre terra e mar. O ponto alto do passeio é o “splash down”, momento em que o veículo sai do asfalto e entra no mar.
O veículo anfíbio tem capacidade para cerca de 50 pessoas, que podem curtir os principais pontos turísticos do Rio em um passeio ao ar livre que dura aproximadamente 90 minutos. A ideia foi trazida dos Estados Unidos, como conta o empresário Fabio Zamborlini. “Comprei esse veículo na Carolina do Sul e comecei a operar em fevereiro. Já transportamos mais de 5 mil turistas nesses 7 meses”, calcula. Segundo ele, este tipo de veículo, que foi usado no passado para invasão da Normandia, na Segunda Guerra Mundial, hoje é também uma opção de passeio turístico no país norteamericano.
Outra empresa instalada na capital fluminense investiu em um anfíbio de fabricação nacional. O tour começa na Urca e parte em direção a Baía de Guanabara. O “duck”, como é chamado, é um veículo ecologicamente correto que utiliza graxas atóxicas em meio aquático. Além de apostar em uma ideia nova, a empresa também valorizou a produção nacional (o modelo é brasileiro) e dá exemplo de escolhas sustentáveis no negócio.
A cidade do Rio de Janeiro é o destino mais competitivo do Brasil no quesito Capacidade Empresarial, segundo o Índice de Competitividade do Turismo Nacional 2013. O relatório do Ministério do Turismo apresenta, anualmente, um conjunto de avaliações econômicas, sociais e ambientais dos 65 municípios indutores do turismo. “Experiências inovadoras agradam o turista e ajudam a movimentar a economia do turismo, além de gerar empregos”, avalia Wilken Souto, diretor do departamento de Produtos e Destinos do Ministério do Turismo.
Entre os empresários, reinventar a forma de fazer turismo significa investir em competitividade. Entre os turistas, desfrutar de experiências únicas pode fazer uma viagem rápida surpreender.
Em São Paulo, o “Beer Bus” sai da capital para um tour por microcervejarias no interior do estado. Em todas as fábricas, os turistas conhecem a história, o mestre-cervejeiro ou proprietário e degustam as bebidas diretamente dos tanques de maturação.
O veículo oferece roteiro para cervejarias como a Bamberg (Votorantim), a Hoffen (Votorantim), a Happy Brew (Sorocaba), a Dádiva (Várzea Paulista), a Bier Nards (Jundiaí), a Landel (Campinas), a Blondine (Itupeva) e a Karavelle (Indaiatuba), entre outras, sempre com saída e chegada na Cervejaria Nacional (São Paulo). O passeio tem 12 horas de duração.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *