Desenvolvimento econômico e segmentação turística no Festuris

[Por Revista Eventos, 08/11/2013]
O turismo é fundamental para movimentar a economia mundial, gerar renda e emprego. Para confirmar o fato, o diretor Executivo de Competitividade, Relações Exteriores e Associações da OMT, Márcio Favilla apresentou números da atividade. Segundo dados globais, o setor movimenta 9% do PIB mundial, US$ 1,3 trilhões de dólares em exportação e 30% do comércio de serviço em todo o mundo, sendo um dos cinco principais produtos de exportação. Em relação ao critério gastos, o país que mais costuma fazer viagens internas é o Japão, com percentual de 94,3%. No Brasil, chega a 76%.
Outro resultado divulgado pelo diretor no congresso aponta índices de superação. Em 2012, o número de chegadas internacionais chegou a 1.035 milhões, sendo a Europa um dos principais destinos, com 52%. A Ásia vem apresentando crescimento significativo nos últimos anos, e as Américas perdendo participação ativa. Os chineses gastaram US$ 102 bilhões em compras no exterior, ultrapassando os americanos e os alemães. “Isto representou 5,3% do turismo internacional”, disse. Outro mercado emissor emergente é o da Rússia, alcançando a 6ª posição. O Brasil, este ano, ficará em 10º ou 11º lugar.
Outra palestra de destaque na manhã desta sexta-feira no Festuris foi a do coordenador Geral de Segmentação do Ministério do Turismo, Wilken Souto. O palestrante citou o sucesso alcançado Pelo programa Viaja Mais Melhor Idade. “Mais de 23 milhões de idosos estão saindo para conhecer novos destinos, na sua maioria mulheres. Cerca de 95% visitam outros lugares anualmente, sendo 86% com acompanhantes e 62% com familiares. 76% usam hotel e pousada e 48% pedem descontos nos meios de hospedagem”, afirma Souto. Pelas estatísticas apresentadas, 50% preferem a região Nordeste (e no período de baixa ocupação) e 70% possuem renda própria. “É um público que gosta de vantagens e serviços exclusivos, podendo financiar até R$ 10 mil e crédito em 48 vezes”, completou Wilken.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *