Trade quer sustentabilidade no turismo brasileiro

[Por Mercado e Eventos, 15/06/2012]
Na tarde desta sexta-feira, dia 15, o Pavilhão do Governo do Estado do Rio de Janeiro, no Pavilhão dos Atletas, em frente ao Riocentro, recebeu o I Colóquio sobre Turismo e Sustentabilidade. O encontro, coordenado pela Setur-RJ e TurisRio, reuniu secretários de estado, membros do conselho nacional e estadual de Turismo, profissionais do setor e autoridades do trade.
O tema do encontro foi o “Balanço: Panorama Nacional sobre Sustentabilidade e Turismo” e os palestrantes foram: Suzana Dieckmann, assesssora especial do Ministério do Turismo; Ronald Ázaro, secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro e vice-presidente do Fornatur; James Lewis Gormaw Júnior, secretário executivo do Fornatur, e Alexandre Sampaio, presidente da Associação Nacional de Hotéis e Restaurantes (ABIH). O mediador será Maurício Lobo, vice-presidente da TurisRio.
O secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, Ronald Ázaro, abriu a reunião cobrando dos políticos responsáveis pelo turismo brasileiro mais ação e menos discurso. “Os números do turismo falam por si só. Temos que ser uma das prioridades das políticas públicas do país.” E completou: “O Rio de Janeiro encontra-se um passo a frente do restante do país no que se diz em sustentabilidade.”
A representante do Ministério do Turismo, Suzana Dieckmann, disse que as políticas de sustentabilidade são prioridades antes mesmo da criação da pasta. Ela citou o Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) que alavancou a economia de Porto Seguro, na Bahia. Segundo ela, 65% das do que era arrecadado pelo município baiano não ficava para a população local.
“Atualmente, estamos focados em desenvolver o turismo sem danificar o meio ambiente e qualificar a população de regiões com potencial turístico para que haja o crescimento econômico de localidades onde o turismo pode ser fonte geradora de riquezas.”
Suzana também adiantou que o ministro do Turismo, Gastão Vieira, vai se encontrar com a presidente Dilma Rousseff para fazer modificações em termos do Plano Nacional de Turismo (PNT) visando benefícios em prol da sustentabilidade. Obras ambientais, de acessibilidade, entre outras serão temas abordados no encontro entre as autoridades.
O secretário executivo do Fornatur, James Lewis Gormaw Júnior, tem um discurso parecido e disse que meio ambiente e turismo caminham em um só objetivo. Ele citou o exemplo dos parques florestais brasileiros, que segundo ele, são áreas que não são bem aproveitadas para o turismo pelos governantes brasileiros.
“O único parque bem sucedido no país é o de Foz de Iguaçu. Temos um potencial enorme para aproveitar. A presidente Dilma encontra-se ciente do assunto e espero que com a Rio+20, a atividade ambiental ande lado a lado com o Turismo.”
O último a falar foi o presidente da ABIH, Alexandre Sampaio, que também anunciou um encontro do ministro do Turismo, desta vez com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, para viabilizar um economia de 12% na conta de luz para os hotéis em todo o país. Para ele, o empresário do trade precisa de ajuda do Governo Federal para implementar políticas ambientais.
“A hotelaria brasileira sofre com diversos impostos, precisamos de uma parceria para nos desonerar um pouco, logo investirmos em políticas de sustentabilidade.” E finalizou dizendo que muitos bares, restaurantes e hotéis brasileiros já fazem coleta seletiva, mas cobrou do Governo um destino dos dejetos apropriado.