Obras para Copa no Paraná chegam a R$ 660 milhões

[Por Panrotas, 14/02/2012]
De acordo com o governador do Paraná, Beto Richa, os investimentos em infraestrutura para a Copa 2014 chegam a R$ 660 milhões, com recursos do Estado, do município e do governo federal. “Estamos muito atentos ao andamento do calendário de obrigações e com a aplicação dos recursos em importantes obras de infraestrutura na capital e região metropolitana de Curitiba”, disse o governador. Richa acompanhou ontem (segunda-feira, dia 13), o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, em uma vistoria ao estádio Joaquim Américo, do clube Atlético Paranaense.
Os trabalhos no estádio se concentram na desmontagem da cobertura (retirada de refletores, estrutura metálica e telhado), troca das cadeiras, construção do novo setor de arquibancadas, do centro de imprensa, dos vestiários e da Arena Olímpica – complexo esportivo destinado a múltiplos eventos e composto por business center, praça de alimentação, centro comercial e estacionamento para 1,9 mil veículos.
O Governo do Paraná programou cinco intervenções de mobilidade urbana na região metropolitana de Curitiba. Os projetos são: a implantação do Corredor Aeroporto – Rodoferroviária, na Avenida das Torres (trecho em São José dos Pinhais); implantação do Sistema Integrado de Monitoramento Metropolitano; requalificação do Corredor Marechal Floriano, no trecho de São José dos Pinhais; requalificação de 136 quilômetros de vias no Corredor Metropolitano, entre Colombo a Araucária; construção das vias radiais de integração, entre Colombo e Curitiba e Pinhais e Curitiba.
A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) aponta Curitiba como uma das três cidades-sedes sem déficit de vagas em hotéis para a Copa do Mundo de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *