Encontro de Negócios prepara empresários gaúchos para o mundial

[Por Notícias Sebrae, 16/09/2011]
A mil dias da solenidade de abertura da Copa do Mundo no Brasil, o programa Sebrae 2014 está a pleno vapor no estado. A instituição realiza hoje (16) o Encontro de Negócios – Oportunidades para 2014, evento que busca capacitar micro e pequenas empresas (MPE) para as oportunidades comerciais abertas com o mundial de futebol
Durante a abertura, Léo Hainzenreder, superintendente do Sebrae no Rio Grande do Sul, apresentou o mapa estadual de oportunidades para as MPE gaúchas. De acordo com levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com o Sebrae, a Copa deverá gerar, somente na região da capital, 599 oportunidades de negócios, em diversos setores econômicos: construção civil, tecnologia da informação, turismo e produção associada, comércio varejista e vestuário.
“Essa é uma grande chance para que micro e pequenas empresas faturem mais e recebam parte dos R$ 180 bilhões previstos para serem injetados na economia nacional. É fundamental que elas se aproximem dos grandes demandantes dos setores a serem impactados com os preparativos para a copa “, destacou.
A instituição está investindo R$ 80 milhões no Programa Sebrae 2014. A iniciativa está dividida em dois momentos. O primeiro, em andamento nas cidades-sedes, contará com a realização de seminários, palestras, assessorias e a geração de conteúdo e informação através do site. O segundo compreenderá a qualificação e promoção comercial das empresas que aderirem ao projeto, no período que vai de janeiro de 2012 a dezembro de 2014. Para José Cláudio dos Santos, diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, a Copa deve gerar cerca de 700 mil empregos diretos no país, 60% deles em micro e pequenas empresas, “o que aumenta a responsabilidade do Sebrae no processo de capacitação dos pequenos negócios”.
Representando o governo estadual, Fabio Berti, da Secretaria do Esporte e do Lazer, destacou que a Copa do Mundo merece atenção especial do Executivo gaúcho, “pois representa um grande incentivo em receber milhares de turistas e oportunidades de negócios com um evento de tal magnitude”.
Para o deputado Adão Villaverde, presidente da Assembléia Legislativa, o Brasil deixará como legado pós-mundial um grande crescimento econômico e social – o que torna o trabalho do Sebrae ainda mais valioso . “É importante que a sociedade gaúcha veja e reconheça o esforço do Sebrae em capacitar as MPE para que elas possam aproveitar as oportunidades disponibilizadas pela Copa”, completou.
Parceria
Durante o encontro, Léo Hainzenreder e José Fortunati, prefeito de Porto Alegre, assinaram convênio de cooperação técnica entre as instituições, com o intuito de promover ações conjuntas visando a Copa do Mundo e que fomentem o desenvolvimento e a competitividade dos micro e pequenos negócios.
O prefeito acredita que o principal interesse da gestão municipal é preparar a cidade para quem vive e trabalha nela. “É desse modo, com total transparência, responsabilidade, atitude e atenção com quem mais precisa, que realizaremos uma grande Copa, não só para o mundo, mas principalmente para Porto Alegre”, concluiu.
O evento contou também com a participação do gerente de projeto de Marketing e Legado para a FIFA World Cup 2010, Neo Motlhabane, que abordou a experiência adquirida pela África do Sul na organização de um mundial. “Assim como o nosso país, o Brasil também enfrenta a mídia negativa do resto do mundo. Penso que é uma fantástica oportunidade de agregar conhecimento à população e valor aos pequenos negócios, por meio da interação com pessoas oriundas de todas as partes do planeta”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *