Guias de Turismo do Rio pedem prioridade na vacinação por conta da Copa América

Um ofício enviado na tarde dessa quinta-feira (10) ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes e aos secretários de Saúde, Daniel Soranz e de Turismo, Cristiano Beraldo pede a prioridade imediata no calendário de vacinação aos guias de turismo do Estado, por conta da Copa América que começa neste domingo (13).

O documento é assinado pela Liguia, associação representativa da categoria no estado do Rio de Janeiro. Em nota à redação do DT, a associação adianta que a capital Rio de Janeiro tem 34% dos Guias de Turismo certificados pelo MTur de toda a federação e que os profissionais da cadeia produtiva do turismo em especial Guias, motoristas de transportes turísticos e hotelaria devem ter prioridade imediata no calendário de vacinação tendo em vista a realização da Copa América.

“Um dos nossos principais argumentos é quanto a questão relacionada aos postos de saúde do Rio de Janeiro que estão vazios neste momento. Então seria importante priorizar os profissionais de turismo como foi priorizado os profissionais da educação pela prefeitura do Rio”, diz a nota.

“As operadoras americanas já estão solicitando a seus parceiros comerciais no Brasil que seja provado que os profissionais de turismo receptivo no Rio de Janeiro estejam vacinados”, informa o comunicado.

 

Abaixo transcrevemos a carta da associação, na íntegra:

 

Exclentíssimo Sr. Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes,

Excelentíssimo Sr. Scretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz,

Excelentíssimo Sr. Secretário Municipal de Turismo Cristiano Beraldo,

Tendo em vista a aproximação da Copa América, onde vários profissionais do turismo estarão em contato com delegações e jogadores de diversos países, possibilitando a transmissão de novas cepas do Coronavírus.

Tendo em vista que os 250 postos de vacinação encontram-se vazios, ou bem abaixo de sua capacidade máxima de vacinação – provavelmente por conta de grande parte da população carioca da faixa etária de 50 anos ter sido vacinada devido a comorbidades.

Tendo em vista que a atividade turística foi uma das mais afetadas por conta da pandemia, mas já havendo exigências de operadoras de turismo estrangeiras de que os profissionais envolvidos na recepção de seus clientes estejam vacinados, e a cidade do Rio de Janeiro concentra em torno de 20% de todos os Guias de Turismo do Brasil conclamamos que a rede pública de saúde do Rio de Janeiro eleja os Guias de Turismo, profissionais do transporte e da hotelaria como grupos prioritários da vacinação para as datas do mês de junho.

Essas categorias profissionais foram incluídas na Lei Estadual 9261/21, sancionada pelo Governador do Estado, mas que não pode ser regulamentada devido à decisão do STF que impediu os governos estaduais de inserir qualquer nova categoria no calendário. Tal proibição, no entanto, não atinge os executivos municipais, portanto, contamos com o seu bom senso e com o apreço que o senhor tem pelo turismo.

Sendo o que se nos apresenta no momento, aproveitamos para externar os nossos votos de sucesso na gestão da Cidade Maravilhosa.

 

Atenciosamente,

Everaldo Costa

Presidente em exercício

LIGUIA – Liga Independente dos Guias de Turismo do Rio de Janeiro

 

Fonte: Diário do Turismo