Quando o assunto do mundo somos nós

[Por Jeanine Pires, Marketing Destinos, 12/08/2016]
Mesmo antes de ser oficializado o início da Olimpíada, o mundo já estava com os olhos voltados para nós. Hoje, é fácil encontrar notícias nossas em qualquer veículo de qualquer país: estamos sendo diligentemente acompanhados. Naturalmente, como acontece com todo assunto que se populariza em uma proporção global, encontramos sempre boas e más notícias.
Já imaginávamos que seríamos o centro das atenções (e poderíamos ter nos aproveitado muito mais da condição, mas esse é tema para outra conversa), mas agora estamos sentindo na pele como ser a sede de um megaevento abre espaço para o debate de qualquer outro assunto. Da Rio 2016, os diários comentam a organização do evento, passam para a política no Brasil, em seguida para a situação econômica do País e aí temos uma página inteira “no estrangeiro” dedicada às nossas conquistas e/ou derrotas, olímpicas ou não.
Entre  belezas inegáveis da cidade maravilhosa; uma cerimônia cativante; nossas conquistas no judô; esquemas de segurança dos Jogos; piscinas verdes; pouco público nas competições e tantas outras notícias em alta sobre a Rio 2016, o vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional afirma “não há arrependimento algum em termos no Brasil uma Olimpíada”. Ponto pra nós.
O fato é que não dá pra tirar os olhos do de uma Olimpíada. Na infinidade de assuntos que somos, conspiratórios ou verossímeis, o brasileiro lida com os holofotes do jeito que lida com todo o resto: sorrindo para a foto!
Vamos acompanhando, porque só se passou uma semana, ainda tem muito mais para se experimentar e a Rio 2016 só começou.