Setur- CE vai investir US$ 5mi para promover Ceará no Exterior

[Por  O POVO Online, 13/02/2014]
Um total de US$ 5 milhões (cerca de R$ 12 milhões) serão investido pela Secretaria de Turismo do Estado do Ceará (Setur) para estimular o turista internacional à conhecer o Ceará. Entre as ações está a participação do Estado em feiras internacionais com estandes e painéis fotográficos voltados ao turismo de negócios, esporte, aventura e a cultura local que serão intensificadas até maio.
A agenda faz parte do novo calendário de promoção do Ceará e foi anunciada ontem no Centro de Eventos do Ceará pelo Secretário de Turismo Bismarck Maia. “Parte dos US$ 5 milhões nós vamos investir fortemente na Europa e na América do Sul, junto com as companhias aéreas TAP na Europa, a Gol aqui na América Latina e a TAM nos Estados Unidos. Vamos investir muito fortemente no primeiro semestre por conta da Copa”, explicou o secretário.
Conforme a agenda, até maio deste ano o Ceará será promovido em quatro eventos internacionais. A Fitur em Madri, na Espanha; BIT em Milão, na Itália; BTL em Lisboa, Portugal; e MITT em Moscou, na Rússia.
De acordo com o secretário, nos últimos sete anos foram investidos R$ 2, 2 bilhões em projetos de estrutura da Setur, como os aeroportos de Aracati e Jericoacoara; o Centro de Eventos; o Acquário; duplicações e construções de estradas; saneamento em praias e capacitação de profissionais, entre outros.
“A média de ocupação nos hotéis de Fortaleza em 2006 era de 44% a 46%. Em 2013 ficou em 74%. Temos incrementado entre 8% e 10% nos últimos sete anos o número de visitantes”.
Aeroporto
As obras de ampliação do Pinto Martins estão hoje com menos de 30% finalizadas e a previsão de término é somente para 2017. Segundo o secretário, o atraso preocupa o governo.“O aeroporto podia estar em uma outra situação. Mas, a velocidade para concluir a obra pela Infraero não veio a contento”.
 
Para suprir a demanda esperada para a Copa do Mundo, o secretário sugere que os aeroportos de Jeri e Aracati sirvam de apoio ao Pinto Martins. “Estamos lutando muito para aprovar a homologação, precária, dos dois aeroportos. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) precisa entender que ela tem que liberar os nossos aeroportos o mais rápido possível, mesmo com uma autorização precária para pousos diurnos de grandes aeronaves. Hoje é permitido pousos diurnos e noturnos de aviões executivos”.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *