Projeto do Expominas II está aberto a empresas para consulta pública

O governo de Minas lançou, nesta quarta-feira (12), a consulta pública do projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para a implantação do Expominas II. O anúncio foi feito pelo governador Antonio Anastasia e pelo seu vice Alberto Pinto Coelho.

A presidente da ABEOC Brasil - MG, Monnica de Monteiro (de óculos), com governador do Estado e trade

 
Os interessados poderão apresentar propostas e discutir o empreendimento nos próximos 45 dias. Ainda conforme o Governo, a expectativa é que os documentos finais para a licitação do projeto estejam prontos até o final do primeiro semestre. O link para a consulta pública poderá ser acessado a partir desta quinta-feira (13) no site www.ppp.mg.gov.br.
A iniciativa é fruto de uma ação conjunta entre a vice-governadoria, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), da Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). A PPP prevê a operação e manutenção dos equipamentos obrigatórios e dos facultativos do local, durante 30 anos.
A empresa que vencer a licitação ficará responsável por construir e operar um estacionamento, um auditório com 4 mil assentos, capacidade para 6 mil pessoas e isolamento acústico; além de um Parque de Exposições, com conceito multiuso. Após a conclusão do projeto, Belo Horizonte passará a ter um dos maiores complexos de eventos da América Latina.
A previsão é que o investimento inicial para o empreendedor seja em torno de R$ 400 milhões e o cronograma de desembolsos considerou que todos os equipamentos serão construídos, simultaneamente, em um prazo de 24 meses, sendo metade no 1º ano e metade no 2º ano.
O terreno destinado ao projeto abriga, atualmente, o Parque de Exposições Bolívar de Andrade, que fica junto ao Expominas, com capacidade para até 45 mil pessoas. O terreno fica a 6 km do centro de Belo Horizonte, 7,5 quilômetros da Estação Rodoviária, 17 km do Aeroporto da Pampulha e a 45 km do Aeroporto Internacional Tancredo Neves.
Pela proposta, o auditório terá capacidade mínima para 4 mil pessoas, com apoio de estrutura moderna e confortável. O segundo item obrigatório é o Parque de Exposições Multiuso e Agropecuário, uma reformulação do espaço conhecido como “Parque da Gameleira”.
A modernização inclui alojamentos, pistas de desfile e provas e tatersais, que poderão abrigar leilões de animais durante todo o ano. Terá ainda uma área para exposições, que poderá ser utilizada por diversos segmentos.
O antigo Parque de Exposições
Com uma área de 92 mil metros quadrados, o Parque Bolívar de Andrade foi inaugurado em 18 de junho de 1938, com a Exposição Nacional de Animais e Produtos Derivados. Na época, contava 30 pavilhões para animais, arquibancadas e tribuna, prédio da administração, pista de desfile, currais de embarque e outras instalações.
De 1946 a 1948, passou por reformas e, até 1960, abrigou parte da Escola Superior de Veterinária. Atualmente, conta com 16 pavilhões de bovinos, com capacidade para 800 animais. Também possui pavilhões para abrigar caprinos e ovinos e mais 16 pavilhões de equídeos, comportando 384 animais. Várias entidades de classe ligadas à agropecuária possuem espaço fixo no Parque. Atualmente, ele é administrado pelo IMA.
[Por JORNAL O TEMPO, 12/02/2014]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *