Paraná Mice coloca Foz do Iguaçu como uma das cidades prioritárias

[Por Cidade Foz, 24/06/2013]
Lançado na semana passada, durante o Festival de Turismo das Cataratas, o Programa Paraná MICE – sigla internacional para reuniões, incentivos, congressos e feiras (Meeting, Incentive, Congress & Exhibition) – pretende consolidar o estado como um destino forte no segmento turístico de negócios e eventos, no mercado nacional e internacional.
Foram elencadas seis cidades prioritárias para a implantação do projeto, Foz do Iguaçu, Curitiba, Cascavel, Ponta Grossa, Londrina e Maringá. O programa tem como público alvo principalmente os CVBs, e o Iguassu Convention & Visitors Buerau – ICVB é parceiro direto do projeto, o que deve trazer benefícios para o Destino Iguaçu e para os mantenedores da instituição.
O Paraná Mice é uma iniciativa do SEBRAE/PR em parceira com o ICVB, SINDHOTÉIS, ABIH entre outros, e teve início no ano passado com a assinatura de um convênio com o Instituto Cerdà, de Barcelona, na Espanha. Hoje, o programa Turismo de Negócios e Eventos, já envolve 200 empresas do segmento em todo o estado, e deverá ser desenvolvido até 2016.
Nas próximas etapas serão realizados diagnósticos para o setor e a partir de agosto, serão definidos os planos de ações, voltados para capacitações empresariais e propostas para a área, além de treinamentos com as equipes dos CVBs.
O programa está acontecer sobre consultoria de Vaniza Schuler, mesma consultora que está em fase final do diagnóstico para o ICVB, o que facilita e reforça a consistência no alinhamento de estratégias.
A coordenadora de Eventos do ICVB, Patricia Marafigo, avalia a proposta como positiva e que o SEBRAE sempre foi referência nesse tipo de ação. “O Paraná Mice vem em um momento muito propício, a nova fase de nossa entidade. Estamos finalizando um processo de consultoria com a mesma profissional que coordena o programa, e isso, deve ampliar nossa capacitação e foco no mercado de eventos, onde hoje, já somos bem atuantes”.
Eventos em números no Paraná
Atualmente a área de eventos é responsável pela atração de mais de 40% dos 13,5 milhões de visitantes que o Paraná recebe anualmente;
O turista de Negócios e Eventos é o que tem o maior gasto médio no destino, uma vez que sua viagem é custeada por instituições e empresas;
Os eventos, em maioria significativa, acontecem em períodos considerados de baixa temporada para outros segmentos turísticos, contribuindo para minimizar os efeitos da sazonalidade;
Eventos geram fluxos turísticos e envolvem, em sua execução, mais de 50 setores econômicos;
Políticas de incentivo à pesquisa e investigações científicas fomentam a realização de eventos técnico-científicos;
Setor organizado em instituições representativas, a exemplo da ABEOC, ABRACCEF, AMPRO e FCVB-PR, todas com o propósito de fomento ao segmento.