Faturamento de agências de viagens cresce 21,9% em 2012

[Por MTur, 07/06/2013]
De acordo com dados da 9ª Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo (Pacet), divulgada ontem pelo ministro do Turismo, Gastão Vieira, o faturamento médio das agências de viagens cresceu 21,9% em 2012, em comparação ao ano anterior. A procura por destinos nacionais foi responsável por 59% das vendas realizadas e a demanda por viagens internacionais, impulsionada pela valorização do real frente ao dólar, equivale a 41% desse total. O levantamento foi realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com as 80 maiores empresas do setor turístico.
As contratações também estiveram em alta entre as agências de viagem. Elas ampliaram em 10,5% o quadro de pessoal e estão otimistas em relação à expansão dos negócios em 2013. Os executivos do segmento apontaram a retomada do crescimento da economia, a imagem política do Brasil no exterior e o aumento do consumo de viagens pelas classes sociais emergentes como fatores que influenciaram a expansão dos negócios no ano passado. Também mencionaram a alta exposição do país na mídia internacional e investimentos em tecnologia como propulsores do setor.
A pesquisa identificou significativa expansão das agências on line, impulsionada pela entrada de novos usuários de internet. Segundo o levantamento, a internet facilita a distribuição dos produtos e impulsiona as vendas. No período, os custos das agências subiram 9,1% e os preços foram reajustados em 24,8%.
A 9ª edição da Pacet ouviu executivos de nove segmentos do setor de turismo, que em 2012 faturaram R$ 57,6 bilhões e geraram 115 mil empregos. Os segmentos pesquisados são agências de viagens, locadoras de automóveis, meios de hospedagem, operadores de turismo, organizadoras de eventos, promotores de feiras, transporte aéreo, transporte rodoviário e turismo receptivo.