Não haverá diária abusiva nas Confederações, diz MTur

[Por Panrotas, 22/02/2013]
Deputado licenciado pelo PMDB do Maranhão, o ministro do Turismo, Gastão Vieira, fez nesta quinta-feira (21) uma visita de cortesia ao presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves. Em entrevista após o encontro, o ministro garantiu que as diárias abusivas nos hotéis não vão se repetir nas seis cidades-sede da Copa das Confederações, que começa em junho.
Durante a conferência ambiental da ONU, Rio+20, no ano passado, esse abuso nas diárias dos hotéis cariocas foi alvo de críticas internacionais e de audiências públicas na Câmara. Segundo Gastão Vieira, a pressão funcionou e serviu de alerta.
“Preços abusivos, definitivamente não. A partir de agora, vamos controlar o valor das diárias conjuntamente: tanto o governo e o Ministério do Turismo, por meio da Embratur, quanto o setor privado, os proprietários dos hotéis e as entidades que representam o setor hoteleiro. Acho que vamos chegar a um entendimento tão bom quanto o que tivemos durante a Rio+20.”
Já foram realizadas reuniões entre a Embratur e o setor hoteleiro em São Paulo e Brasília. Segundo o ministro, o controle está sendo feito por meio de acompanhamento das diárias. Ele acredita que o clima de diálogo evite qualquer possibilidade de punição ou de intervenção no setor.
DESONERAÇÃO
No encontro com o presidente da Câmara, o ministro agradeceu pela aprovação da Medida Provisória 582/12, ocorrida ontem. A MP desonera a folha de pagamento de vários setores da economia, beneficiando, inclusive, o setor de turismo.
Vieira pediu também empenho da Câmara para a rápida aprovação da MP 601/12, que estende essas desonerações para os setores de construção civil e varejista.
COMISSÃO DE TURISMO
O ministro comentou ainda sobre a possibilidade de criação de uma comissão permanente na Câmara para analisar projetos de lei específicos da área de turismo. O novo colegiado surgiria do desmembramento da atual Comissão de Turismo e Desporto.
“Creio que essa separação fortalece o setor, que ganha uma comissão própria”, afirmou. “É sempre bom que se tenha uma comissão permanente em setores que tenham um futuro importante no País.”
A criação de novas comissões permanentes deve ser discutida na próxima terça-feira (dia 26) pela Mesa Diretora da Câmara.