Goal To Brasil, uma inovação de sucesso

[Por Aquarela 2020, 15/05/2013]
Após encerrar o ciclo de 14 edições do Goal To Brasil, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) faz um balanço da ação. “Esse novo modelo de promoção internacional foi testado nos principais mercados emissores de turistas para o Brasil, ao longo dos últimos 10 meses. E mostrou-se um sucesso”, comemora o presidente da Embratur, Flávio Dino. Ao longo das edições, 3.080 agentes de viagens e operadores de turismo se tornaram “Especialistas em Brasil”, e mais de 350 jornalistas conheceram detalhes dos preparativos do Brasil para os grandes eventos esportivos.
Dentre as ações de promoção turística do Brasil no mercado internacional, a Embratur sempre teve como uma das suas principais atividades a participação em feiras turísticas, oferecendo módulos e mesas a estados, municípios e empresários do setor, interessados em apresentar seus atributos turísticos. “Ali, temos um público cativo, que frequenta as feiras, mas dividimos espaço com todos os outros destinos do mundo que também disputam a atenção do visitante. Apesar de válida, essa ação mostrou-se insuficiente para um país que sediará os principais megaeventos do mundo nos próximos anos”, explica Dino.
Para isso, lançou em 2012 o Goal to Brasil, em que a Embratur realizou eventos exclusivos sobre o Brasil, e colocou representantes das 12 cidades-sede da Copa do Mundo FIFA 2014 frente a frente com os operadores de turismo dos principais mercados emissores para o Brasil. Conseguindo, assim, mostrar todos os detalhes dos destinos turísticos brasileiros, sem foco concorrencial de atenção. “O operador passa um dia ‘imerso’ no Brasil”.
O Goal To Brasil passou pela Europa, com as edições em Itália, França, Espanha, Inglaterra, Alemanha e Portugal – onde, contou com a presença do técnico Luis Felipe Scolari. O continente americano, de onde vem a maior parte dos turistas, foi contemplado com Chile, Argentina, Colômbia, Uruguai, Peru e Canadá, México e Estados Unidos.
A programação previa a exposição sobre os preparativos do Brasil para os megaeventos, além de apresentações dos principais destinos turísticos, com espaço para conversas em particular, entre destinos e profissionais. Ao final do dia, era realizado o momento “Vivências Brasileiras”: com apresentações da cultura e gastronomia brasileira. “Vale destacar que, em cada edição, uma das cidades-sede da Copa foi “anfitriã”, com maior tempo de apresentar seus atrativos, além de ficar responsável por levar uma apresentação cultural típica de seu estado. O cardápio também remetia à cozinha daquela região, sempre garantido pelos competentes chefs da Associação Brasil à Mesa, com quem a Embratur assinou importante parceria no ano passado”, comentou o presidente.
Pesquisa de opinião
A Embratur realizou uma pesquisa de opinião junto aos expositores, o que permitirá fazer uma análise consolidada dos eventos, assim como pensar em possíveis ajustes. “Mas os primeiros resultados dessa pesquisa já mostram que acertamos na fórmula. Nas seis primeiras edições do Goal to Brasil, 80% dos contatos comerciais foram novos. Nas feiras, essa porcentagem foi de 69%. Ao todo, os expositores afirmam ter feito 4.073 contatos nas primeiras seis edições do Goal to Brasil no ano passado. É 27% a mais que todos os contatos feitos em todas as feiras que a Embratur realizou ano passado”.
Novo projeto

Devido a esse sucesso do formato, e para contemplar ainda mais todos os estados brasileiros, a Embratur irá realizar, no segundo semestre de 2013, o projeto Vivências Brasileiras. No mesmo formato do Goal to Brasil, o Vivências irá ter como “anfitrião” cada um dos estados em que não haverá jogos da Copa. Com isso, todas as unidades da federação brasileira terão chance de mostrar seus atrativos aos operadores de turismo no mundo.
“Com ações como essa, contribuiremos para que o Brasil continue batendo recordes na área de turismo internacional. Em 2012, já recebemos 5,7 milhões de turistas – número nunca antes alcançado na história do Brasil. Esse recorde representou um crescimento de 4,5% em relação ao ano anterior. Ficando 20% acima da taxa mundial de crescimento, e bem acima de importantes e tradicionais destinos turísticos, como França, Espanha e Itália, México e Turquia”, finalizou Flávio Dino.
Para ver fotos de todas as edições do evento, acesse: http://on.fb.me/142QwFI