Marta Rossi integra reunião na Fiergs

(Por Portal Eventos, 18/04/2013)

Representante do Turismo no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES-RS, o “Conselhão”), a empresária gramadense Marta Rossi, da Marta Rossi e Silvia Zorzanello Feiras e Empreendimentos – associada ABEOC – participou, nesta quarta-feira (17) à tarde, da reunião com membros da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). A entidade apresentou o estudo “Sul Competitivo”, em que são propostas ações para aumentar a competitividade dos Estados do Sul do País.
O presidente da Fiergs e conselheiro do CDES-RS, Heitor Müller, salientou que os projetos perpassam vários governos para serem implementados, estimados para execução até 2025. “Reforçamos que são iniciativas de Estado e não apenas de um governo e que precisam da consciência de toda a sociedade para sua operacionalidade”, destacou Muller, ao entregar o estudo completo ao secretário do CDES, Marcelo Danéris.
Realizada na Sala do Investidor do Centro Administrativo Fernando Ferrari, em Porto Alegre, a reunião envolveu todo o Comitê Gestor do Pleno do Conselhão. “Foram detalhados os resultados obtidos e as perspectivas dessa ferramenta em relação à política de promoção de investimentos do governo do Estado”, comentou Marta.
Elaborado em uma parceria da Fiergs com as Federações das Indústrias do Paraná (Fiep) e Santa Catarina (Fiesc) e Confederação Nacional da Indústria (CNI), o estudo faz um diagnóstico das condições dos Estados da Região Sul em termos de infraestrutura e logística. Em sua maioria são obras rodoviárias, hidroviárias e ferroviárias que totalizam mais de R$ 18 bilhões em investimentos.
O material aponta ações e iniciativas que podem destravar gargalos, aprimorar o escoamento da produção para o mercado interno e para exportações, com o objetivo de aumentar a competitividade dos três Estados sulistas. O Conselhão, segundo Marta, fará uma recomendação ao governo estadual para ampliar a atuação política junto ao governo federal para garantir mais recursos para as obras gaúchas.
Os conselheiros e conselheiras observaram a ampliação da qualidade do relacionamento entre o governo estadual e federal. O resumo do estudo na parte gaúcha está disponível no site www.cdes.rs.gov.br/biblioteca.
SALA DO INVESTIDOR
Palco do encontro e principal elemento da política industrial do governo gaúcho, a Sala do Investidor é um mecanismo de Sistema de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul. Incentivos fiscais, financiamentos e mapeamento dos distritos industriais são temas discutidos neste ambiente, reunindo investidores e representantes do Executivo.
Vinculada à Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), tem como função coordenar as ações de investimento e integrar os agentes do Sistema de Desenvolvimento Econômico do RS (SDPI, AGDI, Badesul e BRDE) com as demais pastas de governo, o Banrisul, as prefeituras, os agentes do governo federal e os demais atores.
Desde o início da gestão, 746 empresas foram atendidas. Ao todo, 255 investimentos compõem a carteira de projetos da Sala do Investidor, dos quais 215 estão ativos. São mais de R$ 23 bilhões em investimentos captados através desse mecanismo.