Operários paralisam por um dia obra no Maracanã

[Por Panrotas, 18/02/2013]
Insatisfeitos com os benefícios oferecidos pelo consórcio que administra a reforma do Maracanã, os operários responsáveis pelas obras do estádio resolveram paralisar os trabalhos durante todo dia de hoje. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro (Sintraicp), Nilson Duarte, houve uma assembleia em que todos foram aconselhados a voltarem para suas casas.
“Fiz uma assembleia, mas amanhã retorna todo mundo. Vou negociar com o Maracanã. Quem quiser trabalhar, pode, mas foram aconselhados a voltarem para suas casas. Na segunda, faremos outra assembleia para definir tudo e poderá ter uma greve maior”, adiantou Nilson Duarte.
O Sindicato pede ao consórcio responsável pelo estádio um reajuste salarial de 15%, mais cesta básica de R$ 330, plano de saúde também para familiares, participação nos lucros de dois salários, além de hora extra de 100%. O consórcio, por sua vez, já ofereceu aumento de 8% além de cesta básica de R$ 250 e bonificação de R$ 150.