BNDES aprova R$ 275,1 milhões para modernização do Beira-Rio

Dentre os 11 projetos apresentados ao programa BNDES ProCopa Arenas, estádio porto-alegrense era o último que faltava ser aprovado
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 271,5 milhões para a reforma e modernização do Estádio José Pinheiro Borda, o Complexo Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). A operação, no âmbito do programa BNDES ProCopa Arenas, é mista: um terço dos recursos serão repassados diretamente pelo BNDES e os dois terços restantes indiretamente, pelo Banco do Brasil e o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul).
Os recursos destinam-se à Sociedade de Propósito Específico (SPE) Holding Beira Rio S.A., controlada pela Andrade Gutierrez S.A., e correspondem a 71,8% dos investimentos totais necessários para tornar o equipamento apto a receber jogos da Copa do Mundo de 2014. O novo Beira-Rio terá 50.024 lugares, área de lojas, espaço VIP, camarotes e edifício garagem.
As obras tiveram início em março deste ano e têm prazo de conclusão de 22 meses. O cronograma prevê um percentual de 50% concluído em janeiro de 2013 e 80% até julho do próximo ano. A inauguração está prevista para dezembro de 2013. Estima-se que, durante a execução do projeto, sejam gerados 1,1 mil empregos diretos e 550 indiretos. Após a conclusão das obras, devem ser criados 25 novos postos de trabalho.
ProCopa Arenas – O BNDES ProCopa Arenas, programa criado para financiar a construção ou reforma dos estádios que receberão jogos da Copa do Mundo de 2014, recebeu 11 pedidos de financiamento, no valor total de R$ 3,8 bilhões. Todas as operações já estão aprovadas pelo BNDES.
Nove dessas operações estão contratadas: Arena da Amazônia (R$ 400 milhões), Castelão (R$ 351,5 milhões), Arena Pernambuco (R$ 400 milhões), Arena das Dunas (R$ 396,5 milhões), Arena Pantanal (R$ 393 milhões), Arena Fonte Nova (R$ 323,6 milhões), Arena da Baixada (R$ 131,1 milhões), Mineirão (R$ 400 milhões) e Maracanã (R$ 400 milhões).
Além deste financiamento ao Beira-Rio, no valor de R$ 271,5 milhões, há outro já aprovado, mas ainda não contratado: R$ 400 milhões para a Arena Itaquera, em operação intermediada pelo Banco do Brasil. O cronograma de desembolsos do BNDES tem início após a contratação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *