Pedro Novais não é mais ministro do Turismo e entrega a Dilma carta de demissão

[Por Mercado e Eventos, 14/09/2011]
Pedro Novais entregou sua carta de demissão à presidente Dilma após oito meses de mandato
O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou que o ministro do Turismo, Pedro Novais, entregou há poucoa sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff. Ele estava acompanhado do vice-presidente Michel Temer. Segundo Alves, o substituto de Novais “com certeza será um parlamentar do PMDB”.
Esta foi sua segunda audiência com a presidente em oito meses de mandato. Desde a criação do Ministério do Turismo em 2003, esta é a primeira vez que a pasta fica sem seu titular por suspeitas de uso irregular de recursos. O ministro Pedro Novais colecionou ao longo de quase nove meses de mandato uma série de denuncias e escândalos que culminaram com a Operação Voucher deflagrada pela Polícia Federal, que teve como resultado a prisão de 30 envolvidos, entre eles o secretário executivo do MTur, Frederico Costa, além de diretores como Regina Cavalcante e Colbert Martins, além do ex-presidente da Embratur, Mário Moysés.
O ministro alegou que as falcatruas com desvio de recursos em convênios tinham sido realizadas até o final do ano passado e por isso não era responsável pelas mesmas. Nem mesmo uma denúncia de quequando deputado teria aprovado uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão para favorecer municípios maranhenses, sua terra natal , foi suficiente para abalar sua permanência no cargo. Ontem no entanto a denúncia da Folha de São Paulo revelando que o ministro pagara durante sete anos sua governanta com recursos públicos, acabou desgastando ainda mais sua imagem. Hoje, outra denúncia foi a gota d´água. A informação de que sua esposa utilizava os serviços de um servidor como motorista acabou com suas reduzidas chances de permanecer à frente da pasta
O ministro Pedro Novais não resistiu e após uma conversa com o deputado Enrique Alves, que o indicou decidiu neste final de tarde entregar seu pedido de demissão do cargo à presidente. O Governo anuncia nas próximas horas seu substituto. Numa nota de três linhas a assessoria de Comunicação limitou-se a afirmar que “O ministro Pedro Novais acaba de pedir a exoneração do cargo de ministro do Turismo, para o qual foi nomeado pela Presidenta da República, Dilma Rousseff. A carta de exoneração foi entregue agora à tarde no Palácio do Planalto”, afirma a nota sem dar qualquer explicação sobre sua decisão.
Na carta a Dilma, o ministro também foi suscinto. Eis o teor da carta: Excelentíssima Senhora Presidenta Dilma Rousseff,
Cumpro o dever de pedir-lhe minha exoneração do cargo de Ministro de Estado do Turismo, para o qual fui honrosamente nomeado por Vossa Excelência. Aproveito o ensejo para externar-lhe meus protestos de elevada consideração e respeito”.
Segue abaixo a íntegra da carta:
“Excelentíssima Senhora Presidenta Dilma Rousseff,
Cumpro o dever de pedir-lhe minha exoneração do cargo de Ministro de Estado do Turismo, para o qual fui honrosamente nomeado por Vossa Excelência.
Aproveito o ensejo para externar-lhe meus protestos de elevada consideração e respeito”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *