Hotsite é lançado no 36º Encontro Braztoa

[Por Hôtelier News, 22/09/2011]
Durante o 36º Encontro Comercial Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), que acontece entre hoje (22) e amanhã (23), ocorreu o lançamento do hotsite do movimento Visa Waiver Now, que busca sensibilizar as autoridades do Brasil e dos Estados Unidos a flexibilizar o visto entre os dois países.
Com a exigência do visto, o Brasil deixa de receber pelo menos 640 mil turistas americanos por ano, o que significa uma perda financeira de R$ 1,24 bilhão e deixa de vender 2,24 milhões de noites em hotel. O cálculo leva em conta o volume de turistas americanos que vêm todos os anos para o Brasil.
Marco Ferraz, presidente da Braztoa, enfatiza que os hoteleiros e todo o setor turístico estão perdendo financeiramente por causa do visto. “Se as exigências para a obtenção do visto forem flexibilizadas acreditamos que o americano vai descobrir o Brasil, e o fluxo de turistas vindos dos Estados Unidos para cá vai triplicar”, afirma.
Para Jeanine Pires, presidente do Conselho de Turismo da Fecomercio, o projeto é válido, mas ainda há o que fazer. “Não basta dizer que o visto é uma barreira, queremos mostrar que as perdas são verdadeiras. Cada americano gera em média 2 mil dólares por viagem para o PIB brasileiro”, coloca.
“Esse não é um tema para ajudar operador a vender uma viagem para fora. É um tema para ajudar o Brasil. A partir do momento em que o País exigir menos, vai abrir mais portas. Só vejo vantagens, não vi nenhuma desvantagem”, defende Filippe Fortunato, da Tia Augusta Turismo.
O movimento já tem a adesão de algumas entidades e empresas do setor, sendo elas: Abav, Abeoc, Abacorp, Aviesp, Aviesp, ABIH, Abremar, CBC&VB, FBHA, Fecomércio, Ipeturis, Sindetur-SP, SPTuris, Fohb e Resorts Brasil.
O Visa Waiver Now nasceu a partir do programa estadunidense VWP (Visa Waiver Program) que permite aos cidadãos de alguns países específicos viajarem por turismo ou negócio por até 90 dias sem visto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *