Câmara do Recife instala Comissão Especial sobre retomada do carnaval e demais eventos

A Câmara Municipal do Recife, realizou a instalação de uma Comissão Especial que vai discutir a retomada do Carnaval, São João e demais eventos de grande porte na capital pernambucana. A reunião de instalação da pasta aconteceu na última  terça-feira, 30 de novembro, na Sala das Comissões da Casa de José Mariano.

O vereador Marco Aurélio Filho (PRTB), autor do requerimento aprovado, foi eleito o presidente da frente de trabalho. Ocupa a vice-presidência do grupo o vereador Alcides Cardoso (DEM).

Também compõem a Comissão os vereadores Chico Kiko (PP),  Ana Lúcia (Republicanos), Marcos Di Bria (PSB), Ivan Moraes (PSOL) e Dr Tadeu Calheiros (Podemos).

Na ocasião, o vice-presidente da comissão, Alcides Cardoso, pontua a importância do acompanhamento das festividades carnavalescas seguindo não apenas o protocolo de saúde defendido arduamente nos últimos dois anos, mas também a formação de outras redes que contribuem para a campanha.

“Uma comissão muito bem representada, com um debate amplo e seguro, para que a cidade do Recife, possa sempre crescer com responsabilidade, valores e compromisso com a saúde, economia e cultura”. Pontua ao vereador Alcides Cardoso.

O Presidente do colegiado agradeceu a confiança dos demais parlamentares e falou sobre o objetivo e trabalho que será desenvolvido na Comissão.

“É de extrema necessidade dialogar com todos que contribuem com a cadeia produtiva das grandes festividades da cidade do Recife não somente pelo valor cultural mas também econômico . O momento pede cautela nestas tomadas de decisões e estou confiante que nossa frente de trabalho apontará a alternativa mais segura e responsável”. Ressalta o presidente da comissão, Vereador Marco Aurélio Filho.

Além dos membros efetivos, a vereadora Natália de Menudo (PSB), presidente da Comissão de Saúde da Câmara do Recife, também participou da reunião, a convite do vereador Marco Aurélio Filho.

 

Sobre a Comissão Especial

A frente de trabalho tem o objetivo de acompanhar, fiscalizar e avaliar a viabilidade sanitária e econômica para realização não apenas da festa de momo, mas também do São João de 2022 bem como demais eventos de grande porte de acordo com as orientações técnicas e científicas disponíveis.

Devido a pandemia do novo Coronavírus, que impõe medidas duras de distanciamento social, por dois anos não foi possível a realização dos festejos juninos, enquanto o carnaval, uma das principais festas do calendário recifense,  ficou proibido no ano passado. A data além de ser de grande  importância cultural, tem um papel fundamental para a economia da cidade.

De acordo com o setor de Estudos e Pesquisas da Empetur (Empresa de Turismo de Pernambuco), a receita turística no período do carnaval de 2019 alcançou a marca de R$ 2,3 bilhões de reais, além de milhares de empregos diretos e indiretos que foram gerados.

 

Fonte: Folha de Pernambuco