Nova norma da ABNT orienta eventos sobre gestão em sustentabilidade

[Por Mercado e Eventos, 13/08/2012]
O setor de eventos no Brasil acaba de ganhar um Sistema de Gestão em Sustentabilidade. Trata-se da Norma Técnica Internacional ISO 20121 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que foi elaborada em conjunto com a ISO e 34 outros países. Ela foi utilizada pela primeira vez em Londres, durante os Jogos Olímpicos, e a previsão é de que ela seja utilizada durante a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
A Inglaterra coordenou os trabalhos para a concepção das normas e o Brasil, por meio da ABNT, ficou na Secretaria Geral. A elaboração do documento demorou três anos e, no Brasil, contou com a participação de diversas entidades dos setores de eventos e turismo, como a Abeoc, Abevt, ABIH, Abraccef, Abrafesta, Ampro, Braztoa, Ibev, Inmetro e Ubrafe.
Para Daniel Costa, diretor de sustentabilidade do Instituto Brasileiro de Eventos (Ibev) – que coordenou o grupo brasileiro – este é um marco para o setor de eventos no País. “Isso insere o Brasil no cenário mundial e demonstra a nossa preocupação com o tema sustentabilidade”, acredita. “Nosso trabalho, na verdade, começa agora, com a implementação dos requisitos”, completou.
O conjunto de requisitos da norma leva em consideração uma série de aspectos, desde acessibilidade, inclusão, ética e condições de trabalho, até água, saneamento e redução e compensação das emissões. “A norma é por conformidade, e suas metas são voluntárias, porque dependem do caráter de cada evento”, lembrou Costa.
Segundo ele, o objetivo do documento é orientar as empresas sobre as diretrizes para tornar um evento mais sustentável. Costa ressaltou que não se trata de um simples check list, mas de um conjunto abrangente de normas, que vai desde a concepção até o pós evento. “Este é o ponto de partida. Esta norma é uma ferramenta a mais para quem quer trabalhar de uma forma sustentável, com engajamento, mas de uma maneira mais metodológica”, finalizou.