Investimento de mais de R$ 1 bilhão transformará Anhembi em complexo de entretenimento

Vencedora da licitação para gerir o Anhembi pelos próximos 30 anos, a GL events planeja transformar o local em um Complexo de Entretenimento.

A ideia é que o espaço abrigue eventos culturais e esportivos, festivais, feiras, conferências e congressos, e que seja capaz de fomentar o desenvolvimento da Zona Norte de São Paulo.

Anúncio

Para isso, a multinacional francesa estima que será necessário investir pelo menos R$ 1 bilhão nos próximos 5 anos.

Além dos espaços de eventos que serão geridos pela própria companhia, o projeto que está sendo desenhado para o Anhembi conta com o desenvolvimento de novos espaços.

Neste complexo haverá ofertas das mais variadas não só para os públicos dos eventos, mas para moradores da Zona Norte, como áreas de uso misto.

“O objetivo é fazer com que o Complexo de Entretenimento seja um catalisador para a criação de um novo bairro, suprindo as carências e desenvolvendo um novo produto para a cidade de São Paulo”, afirma Rodolfo Andrade, diretor de desenvolvimento de novos negócios da GL events no Brasil.

“Para isso, a ideia é que os investimentos nas áreas de eventos sejam feitos com recursos próprios e os demais venham de empresas parceiras com as quais já começamos a conversar”, completa.

A companhia está trabalhando em um estudo de vocação mercadológica e no masterplan que acompanhará o crescimento sustentável da cidade e que ainda será submetido à Prefeitura.

Além das melhorias previstas no edital, a companhia vai investir para que o Anhembi atraia novos negócios e serviços que complementem a experiência do visitante da melhor forma possível.

“O que podemos antecipar é que haverá uma arena multiuso para 20 mil pessoas, assim como estúdios de gravação de shows, lives e eventos on-line ou híbridos, algo que já se mostrava uma tendência nesse mercado e se tornou essencial com a pandemia”, conta o executivo.

A GL também pretende ampliar a oferta de espaços para eventos do Anhembi e, com isso, recuperar a agenda perdida nos últimos anos e atrair cada vez mais eventos e festivais.

“O Anhembi terá condições de receber grandes eventos nacionais e internacionais explorando e integrando as áreas cobertas e abertas”, finaliza Andrade.

 

Fonte: Portal Radar