Conselho Nacional do Turismo quer reestruturação da Embratur

[Por Economia SC, 21/02/2017]
Treze entidades privadas, sindicais patronais e de trabalhadores que integram o CNT (Conselho Nacional de Turismo) manifestaram apoio à transformação da Embratur em serviço social autônomo. Eles enviaram correspondência ao presidente da República Michel Temer no dia 16 de fevereiro ratificando o plano para a modernização do turismo brasileiro.
As entidades destacam em carta ao presidente o posicionamento do ministro do Turismo Marx Beltrão, que para que essa medida prospere, é fundamental garantir o acesso a recursos de contribuição social da Lei 8029 de 12 de abril de 1990, a exemplo do que já ocorrem com os bem-sucedidos modelos do Sebrae e Apex.
“Acreditamos que a modernização do estado precisa ser levada adiante e as entidades privadas, sindicais patronais e de trabalhadores do Conselho Nacional não só podem, como devem se solidarizar com aqueles que se dispõem a implementar um novo modelo de desenvolvimento mais eficiente, inclusivo e justo. Com alocação de recursos de forma inteligente será possível produzir os resultados que a nação tanto precisa: empregos, renda e bem-estar para o povo brasileiro”.
 
Com a flexibilidade de atuação da Embratur, as entidades acreditam na possibilidade de obtenção de recursos para a promoção do turismo brasileiro no exterior. “O turismo sustenta milhões de micro e pequenas empresas brasileiras, em 52 atividades da economia, que geram mais de 7,5 milhões de postos de trabalho, interiorizam o desenvolvimento e contribuem fortemente em nosso esforço de exportação”, afirmam.
De acordo com as entidades, o reposicionamento da atividade, em novas bases, não é uma escolha: é uma exigência dos novos tempos. Outra medida que recebe o apoio do CNT são as ações do governo federal para a isenção dos vistos para os turistas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão.
 
Assinam o documento as seguintes entidades: ABAV NACIONAL ( Associação Brasileira dos Agências de Viagens);  ABBTUR (Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo);  ABEOC ( Associação Brasileira de Empresas de Eventos) ;  ABRAJET NACIONAL  ( Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo); ABRARJ  (Associação Brasileira de Revistas e Jornais);  ABRESI (Associação Brasileira de Gastronomia, Hospedagem e Turismo);  ABR (Associação Brasileira de Resorts);  ANTTUR (Associação Nacional dos Transportadores de Turismo e Fretamento);  BRAZTOA (Associação Brasileira de Operadores de Turismo);  BITO ( Associação Brasileira de Turismo Receptivo Internacional);  CLIA BRASIL (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos);  UBRAFE (União Brasileira dos Promotores de Feiras) e FOHB  (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil).