Para Lummertz, Embratur precisa se transformar

[Por Panrotas, 21/07/2016]
O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, se comprometeu a estudar propostas que possam trazer melhorias à gestão do Instituto. A declaração foi feita nesta quarta-feira (20), em reunião com funcionários. “A autarquia completa 50 anos e toda a equipe do Instituto faz parte disso. A Embratur ajudou a construir uma mega economia no Brasil e a resposta dessa utilidade pública está na contribuição de todos os funcionários”, afirmou Lummertz. Ele destacou ainda que este é o momento de fazer transformações institucionais.
Lummertz prega que é necessário um orçamento independente para que haja uma Embratur renovada. Também relata que capacitações, interligações entre as áreas e planos de cargos eficazes são essenciais para obtenção dos resultados desejados. “É importante investirmos no reconhecimento profissional dos nossos servidores. Não adianta somente capacitar e não reconhecer essas pessoas, promovendo-os e aumentando os seus salários”, comentou.
A técnica de Marketing e Propaganda da Embratur, Waldinéia Brasil, que representava os servidores, apresentou algumas preocupações do setor. “Estamos de acordo, mas gostaríamos de ter, frequentemente, um compartilhamento de nossas ideias junto ao presidente. Elaboramos uma pauta e formamos uma comissão para trabalharmos com transparência”.
O presidente garantiu que não haverá o fim do regime estatutário. “Vamos proteger os direitos adquiridos, mas temos de pensar na possibilidade de desenvolver as carreiras de nossos servidores e funcionários”, enfatizou. Ao fim do encontro, o servidor Diego Feijó apresentou as propostas dos servidores para fortalecer suas carreiras.