Feliz com carta do trade, ​Lages diz que decisão depende de Dilma

[Mercado e Eventos, 18/11/2014]
“Estou trabalhando e não penso nisso”, é o que disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages, ao MERCADO & EVENTOS sobre a sua permanência como titular da pasta após reforma ministerial. Ao ser lembrado da carta do trade encaminhada ao Governo Federal que pede sua permanência, Lages mostrou-se contente.
“Fiquei surpreso e muito feliz. Isso mostra que o trabalho vem sendo bem feito. A carta não influencia em nada a decisão da presidente Dilma Rousseff. A decisão é dela e depende muito de negociações”, afirmou Vinicius Lages.
A presidente disse em recente entrevista que não deflagrará uma reforma ministerial, logo após retornar da reunião de cúpula do G20 nesta segunda-feira, dia 17, em Doha, no Catar. Dilma reafirmou, no entanto, que fará mudanças “por partes” em sua equipe.
Carta ao Governo – O documento manifestou, publicamente, o apoio à permanência do ministro do Turismo Vinicius Lages à frente da pasta, a partir da reeleição da presidente Dilma Rousseff. Assinam a carta as entidades Abav, ABBTur, Abeoc, Abeta, Abracorp, Abrajet, Abresi, Alagev. Bito, BLTA, Braztoa, Fohb, Hostelling International, Resorts Brasil, SPCVB, Sindepat, Sinhores SP, FBHA, Fenactur, Fhoresp, Fenagtur, Contratuh e CNTur.
De acordo com as entidades, o atual ministro vem se mostrando um grande articulador do conjunto de atores da cadeia produtiva do turismo e estabelecendo um diálogo franco e aberto com a iniciativa privada, pública e terceiro setor. Uma cópia impressa também será entregue em mãos às duas lideranças governamentais citadas.