Fifa Fan Fest é obrigatória nas 12 cidades-sede, afirma Thierry Weil

[Por Portal 2014, 21/02/2014]
O Fan Fest é obrigatória. Esse foi o recado da Fifa no Seminário das Seleções, nesta semana, no Costão do Santinho, em Florianópolis. E a advertência tem uma cidade-sede como referência: Recife. A capital pernambucana afirmou que não pretendia custear a construção do espaço, estimada em R$ 20 milhões, com ações para os torcedores no entorno dos estádios. O diretor de marketing da entidade, Thierry Weil, afirmou que também considera o valor elevado e que está disposto a ajudar. Ele, no entanto, ressalta que, caso Recife se negue a realizar o Fan Fest, o departamento jurídico da Fifa terá de agir.
“O que faremos com Recife é sentar, analisar, se o prefeito diz que são R$ 20 milhões, o que para mim parece muito caro, vamos rever o orçamento. Podemos ajudar, podemos falar com parceiros, podemos ajudar a gerar receita, é o tipo de coisa que podemos fazer. Se ainda assim eles não quiserem fazer, há um contrato em vigor, então o coração sairá da equação, e o pessoal da área legal entrará em cena. Mas acredito que teremos o Fan Fest nas 12 cidades”, disse Thierry.
Apesar do alto custo, Thierry Weil afirmou que a Fifa não fez pedidos exagerados para a construção e realização do Fan Fest. Para ele, o espaço precisa ser convidativo, para que o povo possa se reunir e torcer pela seleção no local.
” Colocaram que pedimos um monte de coisa, não pedimos, estamos pedindo somente para organizar um Fan Fest. Vamos prover e apoiar financeiramente, todas as cidades do mesmo jeito, com a estrutura chave. Se estamos falando de localização, é a cidade que decidirá a localização, porque ela também estará a cargo da segurança das pessoas e do evento. Talvez seja bom fazer em uma bela paisagem, porque essas fotos correrão o mundo. Você terá todo dia na TV imagens das diferentes cidades, então você deveria escolher um local que represente sua cidade. É para os fãs que não puderam ou não conseguiram comprar um ingresso para os jogos. Vão poder torcer juntos, terão entretenimento, terão prêmios, é realmente o lugar para estar e o acesso é de graça. Poderíamos simplesmente dizer, vamos cobrar. Mas esse não é o objetivo. Tem de ser de graça, para que o povo vá e aproveite”, afirmou o diretor de marketing.
Além da construção, o Fan Fest também preocupa o Ministério da Defesa e Justiça quanto a segurança. Aberto ao público, o ambiente pode ser alvo de protestos antes dos jogos. De acordo com Thierry Weil, a Fifa não está preocupada com essa situação, desde que as manifestações não ultrapassem os limites estabelecidos pela entidade.
“Mesmo sendo de graça, você tem de ter segurança, para que o espaço dentro do Fan Fest fique seguro, e também por exemplo se você tem lotação, tem de fechar a entrada. O nosso entendimento é que as pessoas dentro do Fan Fest devam ter a mesma sensação de quem está no estádio. Você conhece a Fifa, você sabe que temos regras para tudo. Queremos pessoas no Fan Fest que estejam lá por boas razões, para ver o jogo, celebrar juntas e ter um bom tempo. Então se as pessoas vão por outro motivo, podemos ter problema, mas como no estádio podem acabar entrando, protestar, por isso temos de ter segurança. Uma pessoa não é uma ameaça, mas se é uma reunião de pessoas e a intenção delas não é somente protestar, é um problema de segurança”, completou o dirigente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *