Expointer e o bom momento da economia gaúcha

[Por Revista Eventos, 21/08/2013]
De 24 de agosto a 1º de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, a Expointer deve refletir o bom momento da economia gaúcha, impulsionada pelo desempenho do campo. Em sua 36ª edição, a maior e mais tradicional feira agropecuária da América Latina deve receber mais de meio milhão de pessoas e bater recordes de comercialização.
Os valores negociados em máquinas e implementos agrícolas, comércio, agricultura familiar, artesanato e animais aumentaram de 2010 para cá. Naquele ano, a Expointer registrou um valor de R$ 1,6 bi de comercialização. No ano passado, o total saltou para R$ 2,036 bilhões.
A expectativa para 2013, ancorada na supersafra de grãos, é, se não superar, pelo menos manter esses números. O secretário da Agricultura Luiz Fernando Mainardi está otimista. “O diálogo construtivo, o fomento dos bancos, o Plano Safra estadual, a relação de confiança que temos com os produtores, a parceria com o Governo Federal, o clima e os programas do governo nos fazem estimar uma Expointer maior ainda”, afirma o secretário.
Os dois campings para expositores receberam 133 novas vagas, totalizando cerca de 400. A organização da Expointer espera um aumento de 10% no número de expositores de máquinas e implementos, chegando a 120 empresas. Outra novidade deste ano será um maior espaço voltado ao segmento de equipamentos para irrigação.
Parque recebeu melhorias
A tarefa de receber público do mundo inteiro passa por obras de infraestrutura. Mais de R$ 25 milhões em recursos públicos estão sendo investidos em reformas no Parque de Exposições Assis Brasil. Destes, R$ 4,6 milhões em obras executadas, outros R$ 4,6 milhões em execução e mais R$ 17 milhões em projetos andamento. Até 2020, entre recursos públicos e privados, estão previstos cerca de R$ 200 milhões no projeto de revitalização do PEEAB.
Até o início da feira vão estar prontas as arquibancadas da Pista PP1, a recuperação das platibandas dos pavilhões da Agricultura Familiar, bovinos e ovinos e a drenagem da pista de julgamento de bovinos de leite e PP1. Cerca de oito mil pessoas trabalham na reforma e na montagem do parque para a Expointer.
Animais chegaram na segunda
Os portões do parque começaram a ser abertos nesta segunda-feira (19) pela manhã para a chegada dos primeiros animais. Neste ano, houve acréscimo de 30% no número de inscrições de animais rústicos em relação ao ano passado: 2,133. Somados aos de argola, totalizam 7,75 mil animais inscritos. Entre os estados, São Paulo lidera com 311 animais inscritos. Sergipe tem o menor número, tendo inscrito apenas um bovino da raça Santa Gertrudis.