Encatho: Última palestra do dia foca cases de sucesso em SC

[Por Hôtelier News, 03/04/2014]
O painel Implementando boas práticas visando a sustentabilidade encerrou as atividades de hoje (3) do Encatho (Encontro Catarinense de Hoteleiros), que acontece até amanhã (4) no CentroSul, em Florianópolis. Além da apresentação da palestra técnica, feita por Fernanda Correa Zanette, dois cases de sucesso foram destacados nesta última fala: as soluções implementadas pela Pousada Oceanomare e pelo Costão do Santinho.
A mestre em Turismo e consultora apontou, em linhas gerais, os pilares que regem as práticas de sustentabilidade: buscar ações que sejam ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso. Um dos principais fatores a serem considerados é, segundo explica Fernanda, “consumir sem deixar da existir nem esgotar a fonte”.
“O questionamento dos hoteleiros é ‘eu vou precisar mudar tudo no meu hotel?’, ‘Preciso fazer tantas ações assim?’”, contou ela. A implantação de práticas sustentáveis passa, primeiro, pela sensibilização das pessoas, segundo explica a professora. “Esse compromisso é uma questão de repetição, que vira hábito e se consegue então passar adiante. É essa sensibilização que eu espero que possamos implementar nos nossos hotéis. Quando isto é uma obrigação, fica mais difícil”, completou ela.
Pousada Oceanomare
Italiano radicado no Brasil, Andrea de Socio é o proprietário do empreendimento, instalado na região do Rio Vermelho – por onde o executivo “se apaixonou”. A questão da sustentabilidade permeia a pousada desde seu desenvolvimento, conforme descrito por Socio. Ele destaca dois momentos: a sustentabilidade como modo de construir e como modo de ser.
Entre os detalhes da reforma da propriedade – que já funcionava como uma pousada -, estão a instalação de paineis solares, replantio de mais de 500 mudas de árvores para reparar os danos da construção e reforma, e a construção de um ecoloft com tijolo ecológico. Já as práticas do dia a dia da pousada englobam a participação na vida da comunidade, apoiando ongs e projetos de limpeza e preservação da praia e do entorno, além de manter o ambiente de trabalho agradável, com contato frequente com os colaboradores.
Costão do Santinho
Com perfil oposto ao da pousada, o Costão do Santinho – que está instalado em uma área de cem hectares – destacou duas ações de suma importância no âmbito da sustentabilidade: a reciclagem e coleta adequada do lixo e o trabalho de pesquisa e educação ambiental. Quem apresentou o case do resort foi Ciro Melo Couto, coordenador da Célula de Ecologia do empreendimento – área que gerencia todo o trabalho que sustentabilidade.
A questão do lixo é tratada da seguinte forma: a coleta seletiva separa o que é reciclável, orgânico e rejeito que não se aproveita. Não só os resíduos do resort, mas também da orla e da estrada do Santinho são recolhidos por sua equipe desta forma. “O nosso maior passivo é o lixo orgânico”, aponta o executivo. Uma solução proposta por ele há alguns anos foi a aquisição de uma máquina que transforma este lixo em fertilizante – a medida deve ser implementada em breve.
Outro destaque do resort é seu trabalho com a natureza. 75 hectares da propriedade onde o empreendimento está instalado é área de conservação, onde realiza-se pesquisas sobre as espécies encontradas ali, além de trilhas de observação e atividades de educação ambiental. “Com este conhecimento, podemos vender melhor nossa estrutura para o turismo ecológico”, aponta ele, trazendo seu trabalho para a prática do negócio hoteleiro.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *