Governo prevê giro de R$ 30 bi no País com Copa de 2014

[Por Revista Exame, 05/06/2013]
A Copa do Mundo de 2014 promete movimentar até R$ 30 bilhões nas 12 sedes do evento, além de acelerar os investimentos em infraestrutura. A previsão é do coordenador da Unidade de Entregas de Projetos Prioritários da Secretaria de Planejamento do Estado de São Paulo, Rodrigo Gouvêa.
Segundo ele, estudos feitos pelo governo federal e por consultorias apontam investimentos de R$ 3 bilhões apenas em São Paulo. Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 5, durante o seminário “Efeitos da Copa e Olimpíada na Economia Nacional”, realizado pelo FGV/Ibre, na capital paulista.
De acordo com Gouvêa, o Estado está trabalhando para receber as delegações internacionais e mapeou 26 locais, em 22 cidades, para abrigá-las. “Já recebemos 17 visitas de representantes das seleções. Vamos oferecer uma linha de investimento esportivo, com taxa de juro de 2%, para que essas cidades se preparem para receber as seleções”, afirmou, lembrando que o Estado de São Paulo também tem uma linha de financiamento para hotéis com a mesma taxa de juro.
Joel Benin, da Secretaria de Grandes Eventos do Ministério dos Esportes, afirmou que o País terá como oportunidade – com a Copa e a Olimpíada – mostrar a diversidade cultural e ampliar a relação comercial com outros países. “São os dois maiores eventos do planeta. Teremos um legado material visível com investimentos do governo, Estado e prefeituras e um legado imaterial, que vai consolidar a imagem do Brasil.” De acordo com Benin, estimativas apontam que o País deve receber mais de 600 mil turistas estrangeiros e até 3 milhões de turistas brasileiros durante os eventos.