Festuris evidencia a força do turismo GLBT no mundo

[Por Revista Eventos, 11/06/2013]
Realizado pelo quinto ano consecutivo dentro do Festival do Turismo de Gramado, o Salão GLS contará com destinos nacionais e internacionais, além de imprensa especializada. Esta crescente mostra que o turismo GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros) é um dos segmentos que mais cresce ao redor do planeta, o que faz com que grandes empresas se especializem em atender apenas ao público gay.
Como sempre faz, o Festuris se antecipa às tendências de mercado e elabora painéis em seu congresso, e novos salões de expositores específicos, visando as modificações do setor turístico mundial. O turismo GLS começou a realmente ganhar força nos últimos três anos, mas o Festuris já instrui o mercado com esta informação anos antes.
Já estão confirmados para a 25ª edição do evento no Salão GLS, expositores vindos de países do Mercosul, como Peru e Uruguai, e de destinos nacionais, como São Paulo, Recife e Santa Catarina, além de imprensa especializada neste setor.
Recorde
De acordo com dados do “LGBT Travel Report 2013” (relatório de viagens GLBT de 2013), as viagens de lazer do turista GLS devem ser ampliadas em quase 10% neste ano, movimentando US$ 181 bilhões. Os dados apontam um crescimento de 9,7% para 2013, em relação ao ano passado. Para o cenário econômico em que se encontram muitos países, o percentual foi tido como um incremento sólido do grupo em questão.
O mercado dos Estados Unidos está no topo do ranking de gastos do setor GLBT, com US$ 52,3 bilhões, seguido pelo Brasil (US$ 22,9 bilhões) e Japão (US$ 18,5 bilhões). Os países europeus, juntos, superam os números nos Estados Unidos, chegando aos US$ 58,3 bilhões, enquanto a América Latina, também com todos os países que a região engloba, soma US$ 36 bilhões.