Curitiba terá recursos do governo federal para construir um centro de convenções

[Por Prefeitura de Curitiba, 02/05/2013]
Curitiba é uma das capitais que receberão recursos do governo federal para a construção de um centro de convenções de grande porte. A informação foi repassada pelo prefeito Gustavo Fruet durante solenidade de posse dos 39 integrantes do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), na tarde desta quinta-feira (2), no salão principal da Prefeitura de Curitiba. O investimento inicial para este novo empreendimento é de aproximadamente R$ 50 milhões.
De acordo com Fruet, a construção do centro de convenções será discutida com o setor de turismo da capital e do estado, já que a Prefeitura não tem como objetivo concorrer com o setor privado, ou criar uma nova estrutura administrativa para se tornar gestora do equipamento. “Queremos que seja um investimento que potencialize o setor no Paraná. Queremos ter total diálogo com governo do estado, governo federal e com o setor de turismo, que conhece a área. É importante deixar como legado uma estrutura que funcione para a cidade de Curitiba, independentemente da relação de poder existente”, afirmou.
O prefeito também ressaltou a necessidade de o setor ter maior agilidade em suas decisões para crescer e conquistar mais investimentos para o turismo da capital. “O Conselho Municipal e o Instituto de Turismo passam a ter muito mais responsabilidade agora”, comentou o prefeito.
Para o superintendente do Instituto Municipal de Turismo, Paulo Colnaghi, o sinal verde dado pelo ministro do Turismo, Gastão Vieira, para a construção do centro de convenções de Curitiba vai mudar o perfil da capital paranaense e resgatar a vocação da cidade para abrigar grandes eventos. “Vai ser um grande aporte para Curitiba, que terá um centro de convenções de qualidade internacional. Vai agitar a rota econômica do turismo, vai mudar a cara do turismo em nossa capital”, finalizou.
A presidente da Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras (ABRACCEF), Margareth Pizzatto, ressaltou a importância da conquista da atual administração para que Curitiba pudesse receber recursos para a construção do Centro de Convenções, uma necessidade do setor de turismo de Curitiba. “Os eventos debandaram de Curitiba. Foz do Iguaçu tem muito mais receptividade em turismo de eventos e negócios que Curitiba e estamos atrás de outras capitais porque não temos um espaço adequado para receber eventos de grande porte”, afirmou. Pizzato explicou que o entendimento do governo federal é para que cada Centro de Convenções seja planejado de acordo com a vocação da cidade, respeitando uma série de normas internacionais.
Prodetur
Outra grande conquista para Curitiba, no setor de turismo, deve acontecer até o final deste mês, com a inclusão da cidade no Prodetur (Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo) do governo federal. Curitiba era a única dentre as capitais brasileiras sedes para a Copa do Mundo que não recebia recursos via Prodetur.
Segundo Colnaghi, o requisito para a capital paranaense integrar o Prodetur é apresentar o seu Plano de Desenvolvimento Integrado de Turismo Sustentável (PDITS), que está em fase final de desenvolvimento. “Encerrando o PDITS Curitiba ficará automaticamente inscrita no Prodetur, o que é extremamente importante já que o programa é a maior fonte para a captação de recursos para o Turismo”, explicou o superintendente.
Mudanças
Na próxima reunião do Comtur serão apresentadas mudanças no regulamento do conselho, segundo adiantou Paulo Colnaghi. “A intenção é criar maior participação e dar poder de decisão ao trade turístico”, explicou o superintendente.
Com as mudanças, espera-se maior objetividade as decisões do Conselho, conforme solicitou o prefeito Gustavo Fruet.
O Comtur é composto por 39 (trinta e nove) Conselheiros titulares e respectivos suplentes das seguintes instituições:
Instituto Municipal de Turismo – Curitiba Turismo
Câmara Municipal de Curitiba
Secretaria de Estado do Turismo – Governo do Paraná
ABRAJET PR – Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo
ABEOC PR – Associação Brasileira de Empresas de Eventos
AHPR – Associação de Hostels do Estado do Paraná – Albergue da Juventude
ABAV PR – Associação Brasileira das Agências de Viagens do Paraná
ACP – Associação Comercial do Paraná
FECOMÉRCIO PR – Federação do Comércio do Paraná
ABIH PR – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis
CCVB – Curitiba Convention & Visitors Bureau
SINDOTEL – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Curitiba
Fórum de Coordenadores dos Cursos Superiores de Turismo e Hotelaria do Paraná
ABRASEL PR – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes
SINDETUR PR – Sindicato das Empresas de Turismo no Estado do Paraná
SINDEGTUR PR – Sindicato Estadual dos Guias de Turismo do Paraná
ABGTUR – Associação Brasileira dos Guias de Turismo
ABRACCEF – Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras
Fórum Metropolitano de Turismo
Câmara dos Deputados
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná
Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A
ABOTTC – Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos Culturais
ASCORES – Associação dos Comerciantes da Região da Praça da Espanha
INFRAERO – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária
FOHB – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil
FCC – Fundação Cultural de Curitiba
IPPUC – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba
Núcleo de Turismo Receptivo
Secretaria Municipal da Comunicação Social
Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos
Secretaria Municipal do Meio Ambiente
SEBRAE PR – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
SENAC PR – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial
SESC PR – Serviço Social do Comércio
FIEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná
UFPR – Universidade Federal do Paraná
URBS – Urbanização de Curitiba S.A.
ABLA – Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis