Especialistas desconfiam dos preparativos para a Copa, aponta pesquisa

[Por Portal 2014, 27/02/2013]
Mesmo com a Copa das Confederações batendo à porta, especialistas e profissionais ligados ao esporte seguem desconfiando dos preparativos do Brasil para o Mundial.
Ao menos é o que garante uma pesquisa trimestral realizada pela Trevisan Escola de Negócios, e divulgada nesta semana.
De acordo com o levantamento, a avaliação dos especialistas caiu de 2,2 nas primeiras edições para 2,1 na pesquisa atual (a escala é de 1 a 5). Eles avaliam os preparativos do país em relação a seis temas: estádios, telecomunicações, qualificação da mão de obra, segurança pública, hospedagem, transporte e aeroportos e portos.
A não ser pelos estádios da Copa, cujo andamento das obras é considerado satisfatório (o ítem, segundo a Trevisan, teve a melhor avaliação geral, com média 3), temas como telecomunicações e hospedagem obtiveram notas piores agora do que nas edições passadas.
No mais, os especialistas seguem acreditando que transporte, aeroportos e portos representam o grande gargalo da preparação do Brasil para os megaeventos –estes ítens obtiveram as piores avaliações, com notas abaixo de 1.6.
Para o diretor da Trevisan Escola de Negócios, Fernando Trevisan, o resultado da pesquisa é “bastante preocupante”. “Estamos a poucos meses do início da Copa das Confederações e a percepção dos especialistas quanto aos preparativos não melhorou”, disse.
Segundo a Trevisan, cerca de 1.000 especialistas foram consultados e participaram da pesquisa, entre eles professores, alunos e ex-alunos da escola de negócios e profissionais ligados à indústria do esporte.