Carnaval do Rio é mais uma vez aprovado pelo público

[Por Brasilturis, 19/02/2013]
Está comprovada a satisfação tanto dos cariocas como dos turistas, nacionais e estrangeiros, com o carnaval do Rio. É o que afirmam os dados apurados na pesquisa realizada em parceria entre a Riotur e a ESPM: no Sambódromo, 95% das pessoas entrevistadas recomendariam a algum amigo conhecer o carnaval da cidade, enquanto entre os participantes do carnaval de rua, a porcentagem aumenta para 98%. Dos turistas presentes no Sambódromo, 89% pretendem retornar ao Rio de Janeiro. Já 86% dos turistas entrevistados nos blocos gostariam de regressar à cidade.
Outro dado importante que merece ser destacado foi sobre a expectativa do público quanto ao evento. Entre os turistas que estiveram presentes ao carnaval de rua, 97% tiveram suas expectativas correspondidas ou superadas. No Sambódromo, 95% dos turistas presentes tiveram suas expectativas superadas ou ficaram satisfeitos.
Mais um ponto alto do carnaval carioca, os blocos de rua também tiveram ótima aceitação do público que foi assistir aos desfiles na Passarela do Samba. Do total de pessoas entrevistadas no Sambódromo, 65% frequentaram pelo menos um dos blocos de rua durante o carnaval, 16% foram aos bailes e 12% estiveram presentes ao Carnaval da Avenida Rio Branco. Os turistas que estiveram presentes no Sambódromo permaneceram na cidade de 6 (nacionais) a 10 dias (estrangeiros). Já os que foram entrevistados durante o carnaval de rua permaneceram, em média, 10 dias.
Em parceria com a Riotur, o Núcleo de Pesquisas da ESPM-RJ, sob orientação do professor Eugenio Giglio, foi o responsável pela pesquisa de avaliação dos serviços prestados durante o carnaval do Rio de Janeiro. Este é o terceiro ano consecutivo que a ESPM-RJ realiza esta pesquisa.
No total, a equipe realizou 1,2 mil entrevistas no Sambódromo e 670 entrevistas nos Blocos de Rua. A pesquisa avaliou o perfil dos frequentadores, além dos seguintes itens: acesso, conforto, limpeza, segurança, sinalização, banheiros e alimentação. O estudo mediu ainda a avaliação de alguns serviços da cidade, como limpeza urbana, segurança pública, diversão noturna, restaurantes, transportes urbanos e informação aos turistas. O perfil dos analisados foi o seguinte: 68% composto por moradores da Região Metropolitana do RJ, 20% de turistas nacionais e 12% de turistas estrangeiros (Sambódromo) e 89% residentes no Rio de Janeiro e 11% turistas em geral (Blocos de Rua).