Sebrae entrega Selo de Qualidade a empresas do Ceará

[Por Sebrae, 06/12/2012]
O Sebrae no Ceará realiza nesta quinta-feira (6) solenidade de entrega do Selo de Qualidade em Serviços Turísticos – Edição 2011/2012, em Fortaleza. Serão agraciadas 65 empresas da capital e do interior do estado, sendo 33 restaurantes, barracas de praia, bares e similares, 27 meios de hospedagem e cinco empresas de eventos. No mesmo dia também será lançada a próxima edição do programa, que já está com inscrições abertas.
As empresas passaram por um longo processo de avaliação e, ao longo do ano, investiram em melhorias para aperfeiçoar a qualidade dos serviços prestados, conforme orientações dos consultores do programa. Muito mais que uma simples certificação, o selo é um instrumento de aprendizado, em que toda a equipe da empresa – empresários, gestores e funcionários – é envolvida.
Existente há 16 anos, o selo é concedido anualmente, após minuciosa avaliação, a empresas cujo padrão de atendimento obedece a rigorosos critérios de qualidade estabelecidos em um manual técnico.
O processo de avaliação é realizado por meio de visitas não agendadas, em que técnicos altamente qualificados analisam itens previamente estabelecidos. O levantamento é apresentado ao empresário com sugestões de melhorias, se necessário. A empresa é orientada sobre o que deve fazer e, principalmente, de como fazer para chegar a um nível mínimo de qualidade. São levados em conta aspectos como limpeza, estrutura física, serviços e atendimento, cardápios, manutenção preventiva e corretiva, entre outros.
Os relatórios finais são avaliados pela equipe do Comitê Gestor do Selo, composta por profissionais de várias entidades representativas do setor no estado. Para ser aprovada, a empresa precisa ter atendido a, no mínimo, 80% dos itens avaliados. Após a concessão do selo, são realizadas visitas de acompanhamento – sem aviso prévio –, com o objetivo de constatar a manutenção dos padrões de qualidade estabelecidos no programa.
“A ideia é valorizar e reconhecer as empresas do segmento turístico que possuem produtos e serviços de qualidade, sinônimos de funcionários qualificados e ambiente limpo e agradável”, explica a gestora do programa, Idalécia Machado. O selo tem validade de um ano, podendo ser renovado. “O mais importante é que o selo não é uma classificação, mas um estímulo aos estabelecimentos que zelam pela qualidade de seus serviços”, completa a gestora.