Sebrae e Abrasel discutem estratégias para o setor

[Por Sebrae, 15/08/2012]
A reunião dos presidentes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) de todo o país com dirigentes do Sebrae, nesta quarta-feira (15), teve como objetivo definir novas estratégias de atuação das duas instituições para a área de alimentação. O encontro, em Brasília (DF), faz parte da programação do 24º Congresso Nacional da Abrasel, considerado o maior evento do segmento de alimentação no Brasil.
O presidente do Conselho de Administração Nacional da Abrasel, Pedro Hoffmann, destacou a importância do Sebrae como patrocinador do congresso. “As duas instituições têm sinergia. O apoio é muito importante para o segmento, que cresceu 40% no último ano”, avaliou.
Hoffmann lembra que o ramo da alimentação representa 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, além de gerar seis milhões de empregos diretos. Para ele, o setor ainda enfrenta um desafio de dimensões nacionais: diminuir a informalidade, que hoje alcança 65% dos negócios. “Não temos como fugir do problema. Agora, temos que atacá-lo de frente”, completou.
Em todo o país, bares e restaurantes reúnem mais de um milhão de empresas, sendo que 80% dos empreendimentos são de pequeno porte. Na opinião de Juarez de Paula, gerente de Atendimento Coletivo – Comércio do Sebrae, a aproximação com a Abrasel é fundamental para a economia do país. Ele afirma que gestão empresarial e financeira é tão importante quanto oferecer comida de boa qualidade nos estabelecimentos. “O Sebrae contribui com o trabalho organizacional e a inovação dentro das micro e pequenas empresas”, ressaltou.
O gerente Juarez de Paula lembrou que o Sebrae é também parceiro na execução do Projeto Restaurante Inteligente, idealizado pela Abrasel. A ideia é capacitar gestores por meio de um software que possibilita um maior controle financeiro do fluxo de caixa, suprimentos, estoques e contratos, além de dar suporte às atividades bancárias e à gestão de pessoas. Com a ferramenta, os empresários aprenderão a administrar o negócio, com melhor alocação dos recursos disponíveis e redução de perdas.
Mesa redonda
Durante a mesa redonda, que reuniu 150 pessoas, foi mostrado o balanço do Projeto Restaurante Inteligente nos estados, que revelou a necessidade de esforço integrado para ampliar o número de estabelecimentos. “O trabalho do Sebrae tem como alvo difundir o projeto e levá-lo para dentro das empresas”, frisou Juarez.
O 24º Congresso tem como tema Mão de obra – Um desafio em várias dimensões, cujo debate permeia a qualificação e capacitação profissional de todas as empresas cadastradas. O evento termina nesta quinta-feira (16).
Mais informações no site oficial do evento.