Conotel 2012: Painel debate sustentabilidade na Hotelaria

[Por Hôtelier News, 27/07/2012]
O útimo debate do dia no 54º Conotel – Congresso Nacional de Hotéis abordou o tema Sustentabilidade na Hotelaria utilizando boas práticas. Para discutir o tema estiveram presentes Manoel Lisboa, da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) Nacional, Marco Antônio Vieira Leite, assessor especial do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), Ângela Pimenta Peres, do Sesi, e Rodrigo Aguiar, gestor dos programas Energia Eficiente e Pró Hotéis.
A atividade começou com a explicação de como se dá a parceria entre ABIH e MDA, e como ela pode auxiliar a hotelaria brasileira no sentido de economizar produtos, poupar gastos e promover a sustentabilidade fazendo girar a agricultura de cada setor do País. “Este projeto visa popularizar o produto nacional, reduzindo os custos de hotéis independentes e subsidiando a produção agrícola nacional”, discursa Marco Antônio Leite, do Ministério da Agricultura.
De acordo com o assessor especial, o desenvolvimento do setor agrícola, por meio de compradores da hotelaria, é um dos meios de promover a sustentabilidade nos dois setores.
Após a apresentação e alegando compromissos particulares, o representante do MDA se despediu e deixou de participar do restante das atividades, que tiveram sequência com a apresentação do programa Cozinha Brasil, promovido pelo governo nacional e pelo Sesi.
Ângela Pimenta Peres foi a encarregada de falar sobre o projeto. “O Programa Cozinha Brasil surgiu da observação de que vivemos num País repleto de desigualdades, onde ao mesmo tempo que pessoas passam fome outras tem abundância de alimentos. Não é um programa de culinária e sim de educação alimentar e nutricional”, comenta. Ângela explicou que este é um projeto que pode convergir com as necessidades da hotelaria e falou sobre um trabalho em conjunto feito com o segmento.
Na finalização das palestras, Rodrigo Aguiar discursou sobre o que ele classifica como o assunto que mais atinge o hoteleiro na atualidade, os gastos com energia elétrica. Segundo ele, cerca de 30% dos gastos mensais dos empresários do setor são relacionados a energia elétrica. “A diminuição nos gastos de energia refletiram diretamente no lucro líquido de quem atua neste mercado, por isto as ações de eficiência energética são cada dia mais necessárias”, diz.
Aguiar ainda salientou a importância de uma consultoria no sentido de criar meios que gerem economia e eficiência energética. “O programa Energia Eficiente tem como objetivo auxiliar o profissional da hotelaria a poupar um custo que realmente consome o orçamento mensal”, afirma.
Após as apresentações a atividade foi aberta para receber perguntas da plateia presente.