IMEX lança em Frankfurt os 10 Desafios da Indústria de Eventos na próxima década

[Por Revista Eventos, 28/05/2012]
Em novembro de 2011 o Grupo IMEX anunciou sua intenção de realizar um novo e importante estudo sobre o futuro da indústria de eventos para marcar o 10º Aniversário da realização de sua feira comercial IMEX em Frankfurt em 2012.
Intitulado “The Power of 10”, o novo estudo buscou opiniões de personalidades selecionadas e líderes empresariais dentro e fora da indústria de eventos para ajudar a lançar uma nova luz sobre o que os próximos 10 anos. Ela também olha para trás na última década para captar os acontecimentos mais importantes e mudanças que tiveram o maior impacto sobre a indústria e os profissionais que nela trabalham.
O estudo foi realizado pela Fast Future Research que também executa o estudo Convention 2020 sobre o futuro dos eventos de negócio. The Power of 10 foi apresentado durante a IMEX realizado em Frankfurt na semana passada (maio2012).
O Estudo foi patrocinado por quatro organizações que têm trabalhado em estreita colaboração com IMEX em Frankfurt desde o lançamento do programa: o German Convention Bureau (GCB); a Messe Frankfurt; a CPO Hanser e o Frankfurt Tourist Office.
As conclusões do estudo oferecem um ponto focal para uma série de celebrações e atividades especiais para marcar o 10º aniversário da IMEX: Hall da Fama Líderes do Futuro, 10 Anos de Educação Ambiental, um novo programa para o Association Day, além de um local especial para o novo Fórum Político IMEX que marcará seu décimo aniversário.
A pesquisa The Power of 10 teve como base as ideias e percepções do Convention 2020 (estudo que tem Grupo IMEX como um dos patrocinadores) para fornecer uma perspectiva correta sobre a forma como a indústria de eventos pode evoluir e cumprir o seu potencial estratégico na próxima década.
Aproveitando o tema do “Power of 10”, o estudo questionou o ponto de vista de 10 líderes de 10 setores chave – pedindo-lhes 10 perguntas sobre a próxima década. Ele também procurou opiniões de futuros líderes e alunos para obter suas perspectivas sobre o futuro da indústria. Além disso, foram premiados os melhores trabalhos sob o tema “Power of 10”. O estudo conterá também retrospectivas e previsões de profissionais do Grupo IMEX que estiveram com a feira desde a sua criação.
Comentando sobre o novo estudo, o CEO da Fast Future, Rohit Talwar, afirmou: “Foi ótimo termos conseguido fazer uma importante e bem sucedida pesquisa realizada no âmbito do Convention 2020. Sendo 2012 um ano tão significativo e de celebração para IMEX, pareceu oportuno olhar para trás, bem como olhar para frente, e ver o que essa comparação podia revelar. Muitos dos entrevistados envolvidos no estudo são grandes personalidades com opiniões ainda maiores, por isso estas percepções e análises são tão valiosas”.
Matthias Schultze, diretor executivo do German Convention Bureau, também comentou: “Estamos vivendo uma época de constante mudança. Isso também vale para a indústria de eventos. Por isso, é tanto mais importante que reconhecer e analisar precocemente as tendências e desenvolvimentos futuros que influenciam a indústria. O estudo “Power of 10” ajudará o setor facilitando o planejamento das atividades de marketing e favorecendo maior sucesso para a indústria de eventos global. Estamos muito satisfeitos em poder apoiar a IMEX neste estudo. O GCB tem sido o parceiro estratégico da IMEX, bem como o organizador do estande da Alemanha e nos seminários alemães desde o início da feira”.
Falando sobre o significado do 10 º aniversário da feira, Ray Bloom, presidente do Grupo IMEX, disse: “A última década tem sido importante para os eventos globais, viagens de incentivo e indústria de eventos. Nós estaremos usando 2012 para celebrar e lembrar de todas as coisas boas que foram alcançados e tendo a chance de olhar para trás, o quanto a indústria chegou em 10 anos. A pesquisa “Power of 10” nos permite aprender com os últimos 10 anos e ajudar a indústria a projetar para o futuro. Como patrocinadora da Convention 2020 ficamos encantados com a qualidade, percepção e impacto da pesquisa realizada pela equipe da Fast Future e não poderia pensar em melhor parceiro para trabalhar com este projeto emblemático”.
No término do trabalho produzido, questionou-se – dada a vasta gama de fatores que moldam o futuro da indústria e a gama de possíveis cenários, oportunidades e desafios que estão surgindo -, por onde devemos começar, no que devemos focar?
Através da pesquisa foram identificados dez desafios críticos para a indústria, para o crescimento de seu negócio, fator fundamental para o desenvolvimento econômico. Assim, na conclusão dos trabalhos, foram apresentados dez desafios para a próxima década.
Conquistar Personalidade Distinta – O cerne do desafio está em diferenciar a concepção e execução de eventos de negócios como algo muito distinto do conjunto de viagens e serviços relacionados ao turismo que possam fazer parte da experiência do evento.
Estabelecer modelos universais de impacto econômico – Legado é a “bola da vez”. Com a concorrência acirrada por recursos públicos e investimentos do setor privado, destinos e eventos individuais têm de demonstrar entregar o maior benefício econômico a longo prazo para todas as partes interessadas.
Provar relevância e valor – A indústria está desesperadamente ansiosa para dissociar-se do ciclo econômico global e, portanto, deve provar que realmente pode ajudar as empresas neste quadro de incertezas do mercado. De particular importância é o desenvolvimento das ferramentas e mecanismos que demonstrem o retorno sobre o investimento financeiro, físico e emocional para os patrocinadores, expositores e delegados.
Pensar e agir estrategicamente – O setor tem de ser tão estratégico como aqueles a quem quer servir. Isto sugere um foco muito maior na estratégia de longo prazo, previsão, planejamento de recursos, pesquisa e desenvolvimento. Isto também significa o desenvolvimento de um sistema de radar para antecipar os desafios, construindo pensamento estratégico e capacidade de gestão necessários para responder eficazmente. Atualmente, a indústria realmente não tem uma perspectiva e um olhar sistemático para o longo prazo e isto está se tornando prioritário.
Desenvolver agilidade e flexibilidade – Em face da rápida e contínua mudança global, temos que esperar tempos mais curtos, com constantes mudanças na agenda de eventos e um desejo muito maior de adaptar seu projeto em tempo real. Isto implica a necessidade do espírito de inovação, modelos de negócios ágeis e muito mais flexibilidade em como podemos utilizar os recursos físicos e humanos. Como resultado, para os destinos e hotéis duas das maiores prioridades identificadas na pesquisa são aumentar a flexibilidade de como espaços de reuniões e áreas públicas podem ser usados e a necessidade de desenvolver ofertas de serviços verdadeiramente flexíveis e receptivas.
Personalizar e aprofundar a experiência de aprendizagem – Concentrar-se na necessidade de inovar, na experiência da aprendizagem e aumentar o nível de personalização, colocando uma ênfase real nas últimas pesquisas e interação constante com o passado e o futuro.
Experiências com modelos de negócio e fluxos de receita – Diante da crescente pressão sobre os custos e expectativas crescentes em torno da experiência de evento, a pesquisa indica novos caminhos para gerar receita no entorno dos eventos e, também, a necessidade de compartilhar os riscos entre os principais parceiros. A fim de maximizar o seu potencial valor, os eventos devem ser cada vez mais ser vistos como plataforma de lançamento para atividades globais anuais que podem gerar um fluxo de receitas para os donos do evento.
Adotar o conceito de cadeia de valor – Muitos dos desafios enfrentados pela indústria estão centrados em melhorar a experiência de ponta a ponta do evento e provar o valor de longo prazo do negócio eventos. Ambos exigem respostas genuinamente colaborativas e inovadoras, que atravessam os vários subsetores envolvidos.
Adquirir, reter e desenvolver talentos e diversidade – O “pool” de talentos da indústria tem que ser tão capaz e diversificada como os setores e mercados que atende. Para atrair e reter os melhores talentos, carreiras na indústria de eventos tem que ser vistas como tão atraente, estimulante e gratificante quanto as dos setores com os quais concorrem.
Desenvolver líderes e gerentes de amanhã – sobreviver e prosperar em um ambiente turbulento exige gerentes e líderes que se sintam confortáveis com o pensamento nos mais variados cenários, desafiando e abandonando velhas suposições e crenças arraigadas e que são favoráveis a constante inovação e experimentação, como capacitadores fundamentais do crescimento do negócio.
Clique aqui para ler a íntegra da pesquisa The Power of 10
[pdf issuu_pdf_id=”120604155043-cf286b678cf84ffaa3d678f4f702cc79″ layout=”1″ width=”600″ height=”480″ bgcolor=”FFFFFF” allow_full_screen_=”1″ flip_timelaps=”6000″ ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *