Aguinaldo Ribeiro diz na CTD que obras de mobilidade urbana estão seguindo o calendário

[Por CTD, 30/05/2012]
O Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro garantiu aos deputados da Comissão de Turismo e Desporto, durante audiência pública para debater e conhecer o plano de investimentos e as obras em andamento voltadas à mobilidade urbana nas cidades-sedes da Copa do Mundo de Futebol de 2014, que das 51 obras de mobilidade urbana nas 12 cidades-sede da Copa de 2014, trinta delas já estão em andamento e que até 2014, será investido um total de R$ 12 bilhões. Ele assegurou que das obras que ainda não foram iniciadas, sete já tiveram as licitações concluídas, nove estão em licitação e cinco estão na fase de elaboração de projetos. Ele destacou ainda que as obras de mobilidade urbana não são importantes apenas para o a Copa do Mundo, mas essenciais para toda a população brasileira, notadamente, das 12 cidades que sediarão o certame de 2014.
Diante dos questionamentos de parlamentares, o ministro afirmou que não há problemas com o calendário para a Copa. “Recebemos a missão de dar agilidade às obras e o monitoramento que vem sendo feito pelo ministério é uma ferramenta gerencial para alcançar este objetivo. Estamos identificando os gargalos que estão interferindo nos cronograma e atuando”, disse, destacando que apesar de repassar recursos, o ministério não é o responsável pelas obras, mas sim os governos estaduais ou municipais.
O ministro reconheceu atrasos, mas disse que a partir de negociações entre o Governo Federal, estados e municípios diversas obras já foram aceleradas, principalmente de transporte público. Nesse sentido ele afirmou aos parlamentares que em outubro será divulgado um novo balanço e se até esta data não houver avanço nas obras mais atrasadas, o cronograma estará comprometido. Agnaldo Ribeiro fez um convite aos membros da CTD para acompanha-lo em uma nova visita que fará às obras no mês de junho.
Em sua exposição na Comissão de Turismo e Desporto, Aguinaldo Ribeiro apresentou um detalhamento de cada uma das obras em andamento mostrando com imagens o estágio da recuperação e ampliação de vias urbanas, de corredores para ônibus e de terminais rodoviários e a construção de sistemas de veículos leves sobre trilhos.
Por outro lado, o presidente da CTD, deputado José Rocha (PR-BA), disse ao Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, que as obras de mobilidade urbana estão muito atrasadas em todas as 12 cidades sede da Copa 2014.
“No ritmo atual diversas obras não estarão prontas para o evento e essa preocupação pode ser constatada na cidade de Salvador onde, até agora, nenhuma obra foi iniciada”, ressaltou, lembrando ainda que as obras de mobilidade urbana são a grande preocupação em relação aos investimentos previstos para a Copa de 2014. José Rocha reclamou ainda da morosidade da Caixa na liberação dos recursos para as obras e reivindicou que o Banco do Nordeste também possa atuar como agente financeiro dos contratos.
O parlamentar acentuou que o engajamento e o interesse da Comissão de Turismo e Desporto nessa temática se justificam na medida em que a realização desse grandioso evento envolve diversos aspectos afetos à política urbana, notadamente no que concerne à mobilidade e acessibilidade dos participantes e do público pelas cidades-sede e pelos locais das competições.
A audiência pública sobre mobilidade urbana revelou-se um tema de fundamental importância para o parlamento brasileiro, tendo em vista que 41 deputados estiveram presentes na reunião.
Entre os principais questionamentos de parlamentares ao Ministro Aguinaldo Ribeiro destacou-se o do deputado Romário (PSB-RJ) que cobrou as obras que garantam acessibilidade às pessoas com limitação de mobilidade, não apenas deficientes físicos, mas também idosos e pessoas com limitação momentânea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *