Placar da Hotelaria dá cartão vermelho a 5 cidades

[Por Panrotas, 10/11/2011]
A terceira edição do Placar da Hotelaria 2015, estudo realizado pelo Fohb e Hotel Invest, que traça estimativas semestrais sobre o setor no País, foi apresentada hoje durante o Conotel, em São Paulo. O presidente do Fohb, Roberto Rotter, e o representante da Hotel Invest, Diogo Canteras, falaram sobre os resultados da análise, que leva em consideração a demanda e oferta hoteleira nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.
“A metodologia utilizada na pesquisa não contou somente com informações do Fohb, mas também com trabalho de campo da Hotel Invest”, disse Rotter. Ele ressaltou que o estudo não visa frear os investimentos na hotelaria em si, mas apresentar a situação do setor para que não haja superoferta após a Copa. “Novos hotéis são bem-vindos, desde que permaneçam rentáveis”, complementou.
CARTÕES
Canteras, por sua vez, comparou os dados dessa com a edição passada e afirmou que as notícias não são animadoras. “Os investidores devem tomar cuidado com as cidades de Belo Horizonte, Salvador, Cuiabá, Brasília e Manaus, que receberam ‘cartão vermelho’”, disse. O representante da Hotel Invest falou que estas cidades apresentam alto risco de investimento por conta da possível falta de demanda. A média mostrada na projeção foi pouco acima de 50%.
As cidades de Natal, Porto Alegre e Recife receberam cartão amarelo, que representa risco moderado de investimento. “Apesar de a classificação em nossa pesquisa demandar cautela, estes destinos estão bem próximos de uma situação confortável”, disse Canteras, que revelou 70% de média de ocupação para estas cidades-sede.
Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro representam baixo risco para os investidores em hotelaria. O estudo completo do terceiro Placar da Hotelaria 2015, que tem apoio do Senac-SP, está disponível aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *