Rede hoteleira deve crescer mais de 10%

[Por Band.com.br, 02/10/2011]
A proximidade da Copa do Mundo de 2014 – além de outros grandes eventos nos próximos anos – deve resultar em um aumento superior a 10% no número de quartos oferecidos pela rede hoteleira em todo o país. A previsão é do Grupo Equipotel, que realizou em setembro a quinta edição do Equipotel 2011, evento de hotelaria e gastronomia, em São Paulo.
Atualmente, o Brasil tem disponíveis 1,35 milhão de quartos, dispostos em hotéis, pousadas, hotéis, resorts e outros tipos de instalações hoteleiras. A expectativa é que mais 150 mil cômodos sejam construídos nos próximos três anos.
“Até 2013, teremos 350 novos empreendimentos em todo o país. Isso sem contar os novos projetos que devem ser anunciados em um futuro próximo”, comemorou o diretor de feiras da Equipotel, Marcelo Vital Brazil. “Estes novos investimentos chegam a R$ 1,5 bilhão por ano. É um valor considerável e mostra o crescimento do setor”.
Outros eventos
O diretor explica que não são apenas a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, que motivam esta ampliação do setor. “Em 2013 haverá a Copa das Confederações, que servirá de teste não só para os organizadores do mundial, mas também para os empresários do turismo”.
Ele também aponta a realização de outros eventos, como o “Rio + 20”, que discutirá os rumos da preservação ambiental no ano que vem, e o Congresso Internacional do Rotary, que acontecerá em São Paulo em 2015.
Vital Brazil aponta também outro evento que vem sendo disputado pela capital paulista: a Expo 2020, um gigantesco evento internacional que reúne expositores do mundo inteiro e conta com a participação dos mais influentes líderes mundiais.
“São Paulo tem muitas chances de receber a Expo 2020. Um grande área de 600 mil m2 foi escolhida para abrigar o evento”, explica o diretor. “Na verdade, o Brasil tem dez anos de agenda intensa, que permite este aquecimento do setor”.
Planejamento
Segundo Marcelo Vital Brazil, o risco de haver ociosidade no setor hoteleiro após a realização da Copa e outros eventos é muito baixo. “A rede hoteleira no Nordeste já chega normalmente aos 100% de ocupação durante o verão e pode crescer ainda mais. No Sul e Sudeste também não há problemas. Apenas no Norte e Centro-Oeste é preciso um cuidado maior. O planejamento é fundamental para não termos empreendimentos ociosos”.
A geração de empregos também deve crescer consideravelmente nos próximos anos, graças ao crescimento do setor. “Cada novo apartamento criado gera quatro empregos diretos e indiretos. Vivemos um ótimo momento e temos tudo para crescer ainda mais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *