Copa 2014: especialista aconselha MPE a buscarem negócios

[Por Portal Administradores/Agência Sebrae, 24/08/2011]
As oportunidades geradas pela Copa do Mundo Fifa 2014 são muitas e as micro e pequenas empresas precisam buscar e saber como aproveitá-las. Uma das formas é saber o que as grandes empresas que estão atendendo a determinado segmento têm dificuldades de fazer e o que a pequena pode oferecer. A orientação é do especialista em marketing esportivo José Carlos Brunoro, durante palestra no 3º Encontro de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas (Fomenta/Minas), na noite terça-feira (23). Ele participou do painel sobre “Oportunidades de Negócios Esportivos e Políticas Públicas”.
Brunoro relacionou diversos exemplos de oportunidades geradas pela Copa 2014, entre elas necessidades demandadas pelas arenas esportivas como estacionamentos e pessoas para tomar conta deles e equipes que produzam placas de sinalização. Ele também apontou oportunidades nas áreas de alimentação, uniformes, fabricação de ingressos para os jogos, recuperação de assentos, limpeza e fornecimento de produtos.
O especialista lembrou que as 12 cidades que sediarão o Mundial da Fifa precisarão de pelo menos dez novos hotéis. Segundo ele, o evento também necessitará de cerca de 50 mil taxistas falando inglês e espanhol, aproximados 120 mil km de estradas e mobilidades urbanas em função dos estádios, 14 aeroportos novos ou reformados e 30 mil soldados preparados para trabalhar no evento. Brunoro contabilizou aumento em cerca de 40% do serviço de saneamento básico.
O especialista destacou que a demanda por produtos e serviços vai além das necessidades das cidade-sede e irá beneficiar municípios nos entornos das competições. “As grandes empresas não darão conta da demanda sozinhas. Elas vão precisar das pequenas e cabe aos empreendedores pesquisarem para ver como alcançar essas oportunidades”, alertou Brunoro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *