Nova versão do Mapa de Iniciativas Sustentáveis de Turismo é lançada durante WTM

[ Ministério do Turismo, 04/04/2017]
O Ministério do Turismo e a Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa) apresentaram nesta terça-feira (4), durante a WTM Latin America, uma das mais importantes feiras do setor turístico, em São Paulo, a versão atualizada do mapa de iniciativas sustentáveis de turismo e o vídeo de divulgação do Cambará Eco Hotel, vencedor do Prêmio Top de Sustentabilidade da Braztoa em 2016.
A secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, destacou a parceria entre o MTur e a Associação, além da oportunidade de divulgar ações sustentáveis para diversos segmentos turísticos reunidos na WTM. “Queremos estreitar cada vez mais esse laço com a Braztoa, que vai ao encontro do que defendemos, da parceria entre público e privado. Quando o empreendimento opta pela sustentabilidade, todos ganham, o empresário, o turista e a natureza”, avaliou.
O objetivo do mapa, lançado durante os Jogos Rio 2016, é dar visibilidade às ações sustentáveis do setor. “Além das informações para os empresários, o mapa serviu de ferramenta de busca para os turistas que queriam, por exemplo, meios de hospedagem sustentáveis nas Olimpíadas e Paralimpíadas”, aponta Isabel Bernasque, coordenadora-geral de turismo sustentável do MTur.
O mapa reúne os vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, desde a sua primeira edição, em 2012, de forma georreferenciada. Ao clicar nos ícones, abre-se uma caixa com informações sobre cada iniciativa vencedora e o contato dos responsáveis pelos projetos. “Quando criamos o prêmio, tínhamos dois objetivos, mostrar os benefícios de se adotar ações de sustentabilidade e inspirar outras pessoas, quando vissem esses exemplos, a trabalhar de forma sustentável”, afirma Mônica Samia, CEO da Braztoa.
A coletânea de mais de 60 boas práticas premiadas pela Associação, listadas no mapa, mostra que o Brasil está alinhado com a Organização das Nações Unidas (ONU), que declarou 2017 como o Ano do Turismo Sustentável. “Criamos esse projeto de sustentabilidade, que foi abraçado pelo Ministério do Turismo e que culminou no mapa, que é um legado incrível. São iniciativas que mandam uma mensagem ao mercado de como as pessoas fizeram, se beneficiam e se organizam de forma sustentável”, explica Magda Nassar, presidente da Braztoa.
O prêmio, que tem a chancela da Organização Mundial de Turismo (OMT), revela que diversas ações são realizadas pelo país. Nassar calcula que cerca de 400 projetos já se inscreveram para concorrer ao prêmio nestes cinco anos. “No turismo, temos o reconhecimento pelo pioneirismo da iniciativa no país. A gente tem muito a crescer, mas vemos que há muita gente com projetos sustentáveis, temos em média 80 participantes por ano”, disse.
CAMBARÁ ECO HOTEL – O mapa já conta com o vencedor do prêmio TOP de 2016: o Cambará Eco Hotel. Localizado a 1,5 quilômetros do centro de Cambará do Sul e a 190 quilômetros de Porto Alegre, próximo à divisa com Santa Catarina, mostrou que é possível atrelar o turismo com a preservação do meio ambiente. “Nosso grande parceiro é o meio ambiente. Se não formos sustentável com ele, nossa presença aqui também não será”, explicou Emiliano Brugnera, um dos donos do empreendimento.
Instalado na chamada Terra dos Cânions, o hotel está entre dois parques nacionais, o Serra Geral e o Aparados da Serra. O grande atrativo para os turistas que se hospedam no local é a vista da maior cadeia de cânions da América Latina.
O Cambará Eco Hotel foi o primeiro hotel com moldes ecológicos sustentáveis e não fumante da região. A construção tem estruturas pré-fabricadas, com madeira de reflorestamento e que favorece a luz solar.
A água da chuva é usada na piscina, serviços gerais, lavanderia, jardinagem e banheiros. Torneiras, chuveiros e vasos sanitários funcionam com baixo fluxo de água e as amenities são biodegradáveis. A separação do lixo começa nos apartamentos e nas áreas sociais, antes da reciclagem. O lixo orgânico é utilizado como adubo para produção de alimentos.
Os turistas que se hospedam no hotel consomem alimentos produzidos e colhidos na região, promovendo o desenvolvimento social e econômico do município. “Nós produzimos a geleia que eles usam no café da manhã, nos bolos, etc. É como se fosse uma roda, em que um ajuda o outro. Ninguém precisa ser autossuficiente, mas ter parceiros com objetivos comuns”, reforçou Claudia Dreher, dona do estabelecimento Sabores da Querência.
Parceiro da Braztoa, o Ministério do Turismo produziu um vídeo para ajudar na promoção e atração de turistas para o local. Viaje conosco pelos cânions e delicie-se com o Cambará Eco Hotel e a Terra dos Cânions.