Setor paulista de serviços em turismo e hospedagem cresce 8% durante primeiro semestre, diz pesquisa

[Por Hôtelier News, 26/09/201]
Organizada pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), a PCSS (Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços) mostrou que o faturamento real do setor de serviços de turismo, hospedagem e eventos na cidade de São Paulo atingiu R$ 768,5 milhões em junho. O número significa crescimento de 10% em relação ao mesmo mês no ano anterior e fecha um semestre que teve crescimento de 8,1% no ganho real acumulado para uma receita de R$ 3,8 bilhões.
Os números têm como base os dados da Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico.
Ainda de acordo com o levantamento, o setor de serviços paulistano faturou R$ 21,3 bilhões em junho, recuos de 3,0% em relação ao mesmo mês de 2015 e de 3,7% no acumulado dos seis primeiros meses do ano, em termos reais. Apenas três entre as 13 atividades analisadas cresceram nesses períodos, sendo o segmento de serviços de turismo, hospedagem e eventos um dos destaques positivos.
A performance econômica do turismo, segundo pondera a entidade, reflete a capacidade dinâmica do setor de se adaptar às mudanças no cenário econômico e político. A alta do semestre representa, em termos monetários, um acréscimo de R$ 287,7 milhões em relação ao mesmo período de 2015.
Para Viviânne Martins, presidente do conselho, apesar do protagonismo internacional da cidade no cenário de turismo e eventos, despontando há alguns anos entre os principais destinos turísticos do Brasil, São Paulo ainda tem um longo caminho a seguir. “Temos muitos pontos a serem melhorados, desde a mobilidade urbana, com transporte público que acesse os principais centros de convenções e eventos, limpeza urbana, consciência da comunidade no cuidado com a cidade, até o próprio governo entender a importância deste setor”.