Eventos são alento em meio à crise

[Por Revista Eventos, 12/11/2015]
A movimentação econômica o setor de turismo da cidade de Curitiba foi expressiva no mês de setembro. A realização de dez eventos de grande porte estimou injetar mais de 40 milhões de reais na economia da capital. Somados, trouxeram mais de 17 mil turistas à cidade e estimularam a circulação de cerca de 40 mil pessoas em restaurantes, bares, centros de eventos, hotéis, comércio e pontos turísticos.
Os dados indicam que a crise que assola todo o país vem sendo atenuada, na capital paranaense, pelo desempenho do setor de eventos. Um dos principais pilares deste segmento é a forte atuação de entidades como o Curitiba, Região e Litoral Convention Bureau (CCVB) cujo intermédio viabiliza a realização de mais de 250 eventos por ano, na cidade. Mediante extenso trabalho de pesquisa, planejamento prévio, sensibilização de promotores de eventos, capacitação técnica de empresas ligadas ao setor, entre muitas outras atividades, o CCVB desempenha, hoje, papel fundamental na consolidação de Curitiba como destino de negócios. “Os eventos de setembro começaram a ser trabalhados, por nós, há cinco anos, ou seja, são processos longos, rigorosos e que dão resultado a médio e longo prazo” comenta Tatiana Turra, diretora da entidade. “Os projetos que estamos desenvolvendo hoje, por exemplo, garantem a atividade do setor até 2020” complementa.
Por meio do CCVB, Curitiba ganhou a eleição para sediar um dos maiores eventos médicos do país, o 70º Congresso Brasileiro de Cardiologia. Entre prospecção, candidatura e viabilização do projeto foram mais de três anos de trabalho. A expectativa para esse Congresso, que aconteceu entre os dias 18 e 21, em Curitiba, era de movimentar, sozinho, mais de 15 milhões de reais e nove mil participantes. “Os recursos advindos deste tipo de evento beneficiam cerca de outros 50 setores da economia .É importante que empresários e cidadãos curitibanos saibam da importância de receber bem e com competência os turistas que chegam à cidade”, completa Turra.
Atualmente, 48,8% dos turistas de Curitiba são de negócios e 42,2% são de lazer, mas a primeira categoria é a que mais gasta na cidade. O gasto médio diário de quem visita a cidade a negócios é de 437 reais, e o tempo de estadia é de pelo menos três dias, contra 266 reais diários do turista que está a passeio”, afirma a diretora.
Entre os grandes eventos realizados em setembro, em Curitiba, estavam: 5º Quilt & Craft Show, XXIX Congresso Brasileiro de Cefaléia, VIII Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental, 21º Congresso Brasileiro de Economia – CBE, VII ENBRACI & IV CONVENSI – Convenção Anual do Sistema COFECI-CRECI, 6º Congresso Nacional Moveleiro, XI Congresso Brasileiro de Bioética, 70º Congresso Brasileiro de Cardiologia, VIII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação CBUC 2015, 24a. International Conference on Optical Fiber Sensors – (OFS-24), Jornada Nacional de Imunização, 12º Congresso Brasileiro da Dor e PEA UNESCO 2015.