Campinas (SP) discute impactos e perspectivas com Novo Viracopos

[Por Mercado e Eventos, 07/10/2014]
O interior de São Paulo tem sido o grande protagonista do Turismo brasileiro nos últimos meses. O motivo é o novo aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) e os voos internacionais que ele tem atraído. As operações começam apenas no final deste mês, mas a capacidade deste mercado – o segundo maior emissor do país – e o sucesso das vendas das frequências já anunciadas, prometem tornar o aeródromo um dos mais importantes do país.
Para discutir as consequências para a região e para o trade, o Campinas e Região Convention & Visitors Bureau (CRC&VB) reúne, na manhã desta terça-feira (07), representantes das companhias aéreas American Airlines, Azul, Copa Airlines, Gol e Tap – que já anunciaram voos internacionais saindo de Viracopos – para falar sobre as expectativas para o início das operações e projeções de aumento de oferta. O painel tem também a participação da administração do aeroporto, autoridades locai e é mediado pelo presidente do Grupo Ancoradouro, Juarez Cintra Filho.
Os primeiros voos internacionais pousam no local em dezembro e, já neste começo, somarão 38 por semana. O investimento total da Aeroportos Brasil – que administra o aeródromo – foi de R$ 2,5 bilhões. Com três novos pátios com 400 mil m², 28 pontes de embarque, sete novas posições remotas e um edifício garagem com 4 mil vagas, a capacidade é para 22 milhões de passageiros por ano. A expansão de Viracopos prevê, ainda, hotéis, shopping center e centro de convenções. Os investimentos para os 30 anos de concessão são de R$ 9,5 bilhões.
“Viracopos comemora 54 anos em outubro e vive um marco em sua história, caminhando para se tornar o maior na América Latina e se preparando para ser um hub de fundamental importância na malha aeroviária”, definiu Gilson Gomes de Oliveira, presidente do CRC&VB. “A tão sonhada retomada das operações internacionais, iniciada com a Tap em 2010, solidifica-se com os novos voos e abre caminho para que mais companhias aéreas internacionais iniciem ou voltem a operar a partir de Campinas. É o que a cidade precisa e merece, já que tem vocação para o turismo de negócios, com a marca de 8,5 mil eventos/ano. Acredito que o novo cenário fará crescer substancialmente este número”, complementou Cintra Filho.
Histórico – Na década de 1980, Viracopos foi importante rota internacional de companhias como Lan Chile, Avianca, Air France, Varig, Alitalia, KLM, Swissair entre outras. Com a inauguração de Guarulhos em 1985, aos poucos o movimento se deslocou para aquele aeroporto, sendo Viracopos finalmente destinado aos voos de cargas. No final de 2008, ao se tornar base para as operações da Azul, o aeroporto começou um período de recuperação e movimentou um milhão de passageiros. Em 2010 retomou as operações internacionais com o acordo firmado com a Tap. No ano passado, registrou 9.3 milhões de passageiros.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *